Arquivo | dezembro, 2011

Feliz Ano Novo

30 dez
Última sexta-feira do ano e o mundo afora começa a refletir sobre o que fez ou deixou de fazer no decorrer desse ano que passou.
Nós da Revista Friday pensamos em um filme que pudesse ilustrar os nossos mais sinceros desejos de um próspero ano novo com muitas realizações e, por mais que já houvéssemos postado uma matéria sobre esse longa, não há no momento filme melhor para explanar nossos votos.
Noite de Ano Novo, um filme que repassa a véspera de ano novo na cidade de New York, mais precisamente na grande Time Square, onde milhares de pessoas se reúnem na tão aclamada noite que antecede o ano novo.
De todas as personagens interpretadas pela gama de grandes atores, a mais expressiva do filme é a Ingrid, interpretada por Michelle Pfeiffer , que elabora uma lista de “promessas de ano novo” e  contrata um motoboy (Zac Efron) para realizar essas promessas para ela antes da contagem regressiva para o ano novo.
Como várias juras são territorialmente impossíveis de se realizar em apenas um dia, eles tem a necessidade de ‘adaptar as promessas’ para que elas possam ser concretizadas, não necessariamente tirando a diversão e a gostosa sensação de se sentir realizado com aquilo que prometeu a si mesmo fazer.
Mais do que uma analise de filme, nós queremos que você, caro leitor, faça uma lista para si e, mesmo que não consiga ir para a Disneyland ou jogar vôlei profissional, sempre haverá a possibilidade de você inovar e criar algo próximo daquele desejo. O importante é atrelar isso tudo a diversão e, mais do que isso, realização.
Não há nada mais gostoso do que sonhar algo e concretizar esse sonho. Só que para isso é importante que você para e pense: O que você quer para sua vida? O que você quer para você?
Todas as personagens tinham sonhos aleatórios. Uns conseguiram realizar e outros, infelizmente, não. Mas tenha em mente que o importante é TENTAR. Que 2012 seja um ano repleto de realizações na sua vida e que você consiga alcançar todos os seus sonhos.
Esses são os mais sinceros votos de um FELIZ ANO NOVO para todos que curtem e seguem o Revista Friday.
Interessado em conferir nossa primeira matéria sobre o filme? Então leia a matéria do filme Noite de Ano Novo acessando o link abaixo: 
Anúncios

O mesmo ano, com um número a mais.

30 dez
Eu, particularmente, adoro o “ano novo” e todos os preparativos e expectativas criadas para este.

Morro de rir, é tudo engraçado, é tudo divertido, é tudo superstição, é todo mundo lindo, é todo mundo bem-vindo, é todo mundo umas estrelinhas que brilham, brilham, brilham, e o mais divertido… é todo ano a mesma coisa \O/.

Todo ano você faz (mesmo que pra você mesmo) promessas que você tem absoluta certeza que nunca vai conseguir, mas mesmo assim você faz, só pra ter um objetivo na vida e seu ano fazer sentido. Parar de fumar, beber, comer chocolate, emagrecer, entrar na academia, estudar de verdade, achar um namorado decente, um emprego na área, entrar na faculdade, se formar, fazer uma viagem incrível, comer churros na chuva, ou qualquer outra coisa que faça a vida valer a pena. Eu por exemplo desde os 12 anos me prometo ganhar o Nobel de Química ou Fisiologia… sem motivo algum, só pra.. ganhar mesmo, deve ser estiloso.


Outra coisa legal são os fogos de artifício, ninguém solta, mas sempre tem.. INCRÍVEL.. e eles têm uma função extraordinária, que é revelar aos expectadores terráqueos quando o relógio muda pra meia noite… sim, porque ninguém confia no relógio nessas horas, ou ligam na globo ou ficam no lado de fora da casa olhando pro céu a fim de verem os fogos que começam tímidos e gradualmente vão tomando força, até que em um estouro absoluto e desenfreado bilhões de estalinhos brilhosos tomam o céu no ápice do ritual “ano-novístico”… MAS nesse momento, NESSE MOMENTO.. todos se abraçam como se não houvessem mais braços pra se abraçar, na maior cara-de-pau e ignoram o céu todo pomposo cheio de gliter o qual tanto esperavam.

Ta aí outro momento louco do ano novo.

TODO MUNDO SE AMA, e isso é muito errado. O mundo não te ama o ano todo, e você não faz falta, então num único momento durante 365 dias, cada um destes constituídos de vários momentos, vem qualquer pessoa bêbada, te abraça, fala algumas coisas no seu ouvido que você não escuta por causa dos fogos, tasca um beijo de cevada na sua bochecha, e fim, finda o único momento de amor que você terá com essa pessoa alterada durante todo o ano, próximo…

COMIDA, não pode esquecer, todo mundo engorda no ano novo, a final todo mundo vai emagrecer durante o ano mesmo , e é sem frescura, sem tradição, só comida, isso que é o mais legal, quer dizer, no Natal tem especificidades na comida, na Páscoa come chocolate, no aniversário come salgados, doces e bolos, no carnaval come… … … bem, enfim, no ano no as pessoas comem isso TUDO JUNTO covomo se estivessem abastecendo suas respectivas panças pra hibernarem ou passarem o primeiro trimestre num abrigo subterrâneo se protegendo do furacão Katrina, Hilda, ou no caso do Brasil, o mais mortal de todos os furacões, o 2000.

Por fim, acaba o ano novo, sua vida volta ao normal, você esquece o que prometeu, completa mais um movimento de translação junto com a Terra e repete isso pelos próximos anos.

Hello Kitty Dreams Restaurant

29 dez

A gatinha mais famosa do mundo agora possui um Restaurante. Além de estampar diferentes produtos, como canecas e bolsas, ela possui um espaço, criado a menos de uma semana, que a tem em toda a sua decoração!

Com predominância do rosa, o Hello Kitty Dreams Restaurant, localizado em Pequim na China, tem desde a personagem vestida pra jantar em um grande pôster de boas vindas na entrada até guardanapos e encostos de cadeira que a levam como estampa. Coincidentemente ou não, o Restaurante inaugurou pouco tempo depois de uma companhia aérea do Taiwan tê-la estampado em seus aviões.

Para conhecer o lugar, você têm de passar por uma longa fila de reservas e, vale ressaltar que apenas 10 clientes são aceitos sem a terem feito. Afora, o consumidor gasta o equivalente a R$ 40,00 ou US$ 25, por refeição.   


Quem tiver a oportunidade, vale a pena conferir! Mas, por enquanto, seguem algumas fotos abaixo:


Conexão Londres #2: A primeira semana e as pessoas que marcaram

29 dez
Cair de pára-quedas em um país estranho não é fácil. Saber como funciona o transporte público, a vida da sua família gringa (afinal, é você quem tem que se adaptar a eles e não o contrário) e aprender a “se virar” sozinho (a) são requisitos básicos de um intercambista.

Intercâmbio para a Europa durante o verão é algo diferente. Primeiro, que você estuda em uma escola somente para estrangeiros. Segundo, na sua “casa” você não é o único intercambista, algo que, particularmente, foi uma das coisas mais proveitosas da minha estadia. Na minha host family, a hora do jantar era o momento para todos socializarem, dizerem o que fizeram de interessante ao longo do dia e, obviamente, praticar o inglês.

Na noite seguinte a minha chegada, foi hora de conhecer os outros companheiros internacionais da casa: Uma japonesa, uma coreana, uma chinesa, uma tailandesa e um italiano perdido no meio do oriente. Alguns estavam lá por muito tempo, outros por menos, algo relevante para que eu pudesse conhecer outras culturas.

Como não sabia nem onde ficava a estação de metrô mais próxima, perguntei se alguém poderia me acompanhar e me ajudar a descobrir a localização da minha escola. A tailandesa (que mais tarde se tornaria uma das minhas companheiras de aventuras) se ofereceu como guia, me ensinou a usar o metrô, me ajudou a achar a escola e ainda me levou até King’s Cross para eu ir a Hogwarts!

Tchau, seus trouxas, tô indo pra Hogwarts!

No primeiro dia de aula, eu tinha que chegar as 8h30 na escola para o meu teste de nivelamento e, bom, como toda boa brasileira, imaginei que o verão inglês fosse similar ao do Brasil. Belo engano. Tive que enfrentar o belíssimo frio de 12ºC apenas com um cardigã. Primeira anotação mental: Comprar um casaco de frio. Na hora do teste de nivelamento, sentei do lado de uma Alemã (com origens turcas) que, mesmo não ficando na mesma turma que a minha, viramos bem amigas e sempre tinha companhia na hora do almoço.

Aliás, que sofrimento é comida de outro país, viu. Ora, para quem está acostumado a comer arroz, feijão e carne, quentinhos, bem temperados na hora do almoço, comer coisas frias, sem sal ou com muita pimenta é algo sofrível. Por sorte, me indicaram um restaurante self-service de comida brasileira próximo à Leicester Square, salvação do meu estômago.

VIDA.

O primeiro a ir embora da casa, foi o Italiano, que trabalhava num departamento da polícia, a qual estava fazendo um programa de intercâmbio para o pessoal que trabalhava por lá. Conseqüência disso foi ter convivido com mais dois policiais italianos. Um veio com a filha de 15 anos, cozinhou para nós e ainda comprou ingressos para ver o musical “We Will rock you”. Já o último, não falava quase nada de inglês, mas insistia que eu deveria ficar em Londres para sempre e arrumar um marido por lá (eu bem que tentei, mas dois meses não foi o suficiente).


Ainda convivi com um médico de Recife, com mais uma coreana, um menino de dezesseis anos do Cazaquistão, uma professora da Rússia e por fim, uma Italiana da minha idade. E, olha, vou te contar que esses quatro últimos (e a tailandesa) formaram o grupo mais divertido que eu tive naquele país, tanto que resultou em fotos como estas no meio da noite.

 Drugs, manolo.

Mas como já diz o ditado “Não há lugar como o nosso lar”, eu só tenho a agradecer pelos momentos tensos e felizes à Larissa, outra intercambista que conheci através da comunidade do orkut, a qual reunia os brasileiros que pretendiam estar presentes na premiére de “Harry Potter e as relíquias da morte pt.2”. Viagem à Oxford, à Paris (com direito a se perder no metrô), primeiro city tour por Londres, premiére e pré-estréia à meia noite de Harry Potter e tantas outras coisas a mais, ela sempre esteve presente.

Sendo lindas em Paris.

Mas isso aí são cenas nos próximos capítulos.

Já curtiu a Revista FRIDAY? curta e fique por dentro de tudo o que rola aqui 🙂

Retrospetiv@ 2011 da internet brasileira

28 dez

Veja tudo o que virou assunto durante o ano na internet brasileira separada pelos respectivos meses:

Janeiro
No auge do verão, sempre surge aquela música chiclete e em 2011 não foi diferente…
Fevereiro
Um garoto no zoológico de São Paulo, numa reportagem de Márcio Canuto da rede globo, soltou um bordão que ressoou na internet durante boa parte do ano “Eu não sou cachorro NÃO!”

Março
Talvez o bordão mais falado em todo o território nacional, e internacional uma vez que a personagem eternizada nesse viral não morava no Brasil e deixou um recadinho para algumas pessoas que duvidavam do “luxo” em que a mesma esbanjava na Espanha…
Abril
Para ilustrar as inúmeras polêmicas surgidas nesse ano, que tal lembrarmos de um vídeo bastante polêmico… MAMILOS:

Maio
Nesse mês podemos ilustrar com dois destaques, o primeiro foram duas crianças que deram o que chorar, quer dizer falar…
Descoberta pelo NãoSalvo (um dos blogs mais acessados e repercutidos da internet brasileira) esse festival do interior do nordeste também deu o que falar nas redes sociais, entrou até para os  Trending Topics do twitter:
Junho
Mês marcado pelo espanto de Chico Buarque sobre o poder da internet:
Julho
Uma das músicas mais irritantes e cantadas em todo o território nacional, que faz parte de uma campanha de uma marca de carros surgiu nesse mês:
Agosto
Com vocês a simpaticíssima (que pude conhecer pessoalmente): Lohane Vêkanandre Sthephany Smith Bueno de HA HA HA de Raio Laser bala de Icekiss

Setembro
Um dos assuntos mais falados foi o mega evento Rock in Rio, o que parecia mais uma entrevista de uma famosa ao multishow se tornou um dos memes mais repetidos nesse final de ano… Hoje é dia de retrospectiva, bebê!
Outubro
Vamos destacar três vídeos que bombaram, cada um por um motivo peculiar, o primeiro é o da infeliz piada que rendeu a Rafinha Bastos uma série de notas de repúdio e muita dor de cabeça… 
Após uma invasão no link ao vivo Jornal Hoje, onde  vândalos gritam e derrubam a repórter Monalisa Perrone, Sandra Annenberg, ancora do jornal solta uma frase que bombou nesse ano:
Uma mensagem meiga terminou com um…


Novembro
Crianças sempre brilham, brilham, brilham na internet, em novembro não foi diferente: 
Dezembro
Esse vídeo narra a opinião de diversos usuários do facebook que ficaram descontentes com as mudanças ocorridas nos perfis nesse mês: 
Veja Mais vídeos aqui

Para finalizar, não podia faltar nossa patrona, com vocês Rebecca Black e os vídeos que mais repercutiram na web em 2011, e que em 2012 a retrospectiv@ da Revista FRIDAY esteja mais recheada, um excelente ano a todos!

Cuspir, engolir ou nem ter contato? [+18]

27 dez

E então, você está com o seu namorado / noivo / marido (= Parceiro) e o cara pede para ejacular na sua boca. Como reagir?


Falo em namorado / noivo / marido, pois se tem a impressão de estabilidade nesses relacionamentos, além da responsabilidade e respeito mútuo entre os parceiros, o que leva ao não uso de camisinha.
Levando em consideração que no sexo nada é errado, apenas depende do consenso entre parceiros, fico imaginando as reações provocadas com tal indagação. Dias desses, uma jovem de uns 30 anos perguntou se o certo seria engolir ou cuspir, deixo aqui a minha humilde opinião: o melhor é não ter contato. Digo o melhor porque acredito que se o casal se sente à vontade, não há mal em cuspir ou engolir.
Um jovem homossexual, de uns 25 anos, disse que a maior prova de carinho é beijar a pessoa depois do sexo oral e da, com a licença de todos, nojenta prática. Disse ainda que um amigo, vejam só, prefere engolir para não ficar com o gosto em sua boca, o que me faz crer que não é um gosto assim de tão bom gosto. Enfim.
Fico imaginando os garotos que pedem isso a suas namoradas ou namorados, qual o intuito. Primeiramente pensei que fosse a submissão a qual os expõem, depois me ative que nem tudo nessa vida tem um motivo exato. A pessoa pode gostar e pronto. O que não vale é o “não agüentei, foi”.Isso é sacanagem, meus caros!
Saliento a importância do uso do preservativo, mas sabemos que em relações mais longas o preservativo é aposentado. Certo ou errado, longa ou curta, fato é que numa relação sem preservativo as meninas ficam expostas à gravidez e todos ficam expostos às inúmeras doenças.
Seja feliz, faça sexo evitando consequências prejudiciais!



Já curtiu a Revista FRIDAY? curta e fique por dentro de tudo o que rola aqui 🙂

MUSEU: Top 5 das músicas de 1993

27 dez



Olá, pessoas! Depois de um final de semana com muita farra por conta do Natal, estou aqui mais uma vez para continuar com a nossa visita ao museu da música. E hoje nós vamos falar sobre as músicas mais marcantes de 1993, ano em que Nelson Mandela recebeu o Prêmio Nobel da Paz, ano em que a seleção italiana masculina de vôlei perdeu sua hegemonia na Liga Mundial ao ver o Brasil conquistar seu primeiro título do campeonato e também o ano em que o Papa João Paulo II faz uma visita ao Timor-Leste.


5º lugar – Again (Janet Jackson)

Concorrente ao Oscar naquele ano por conta do filme “Sem medo no coração“, essa música fez parte do álbum de maior sucesso da cantora norte-americana.


4º lugar – I’d Do Anything for Love (But I Won’t Do That) (Meat Loaf)

Sem dúvida alguma o maior sucesso de Meat Loaf (isso mesmo “Bolo de carne) nos anos 90. Essa música chegou a ocupar a primeira posição na Billboard durante 35 dias.


3º lugar – Can’t helping falling love (UB40)

Originalmente lançada como trilha sonora do filme “Blue Hawaii” estrelado pelo rei do rock, Elvis Presley, essa música foi regravada nos anos 90 pela banda britância UB40.


2º lugar – Dreamlover (Mariah Carey)


“Dreamlover” permaneceu no topo da billboard por 56 dias e faz parte do terceiro álbum de estúdio de Mariah Carey, entitulado como “Music Box”, que contém outras músicas de sucesso da cantora como “Hero” e “Without you”.


1º lugar – That’s the way love goes (Janet Jackson)


Essa é a primeira vez aqui no Top 5 que um artista consegue colocar duas músicas entre as mais tocadas do mesmo ano. E com essa primeira posição, Janet Jackson comprova porque esse foi o seu álbum de maior sucesso.

E por aqui vai terminando mais um Top 5 dos anos 90.