O Leitor

26 fev
 “Aos 15 anos eu tive hepatite. A doença começou no outono e terminou na primavera. Quanto mais frio e escuro o velho ano se tornava, mais fraco eu ficava. Só com o novo ano houve uma melhora. Janeiro foi quente, e minha mãe virou minha cama em direção à varanda. Eu via o céu, o sol, as nuvens e ouvia as crianças brincando no pátio”. Trecho de O Leitor

Traduzido para 39 línguas, o livro O Leitor, do escritor alemão Bernhard Schlink, é um dos livros alemães mais aclamados nacional e internacionalmente. Ganhador de diversos prêmios, inclusive o Prêmio de Literatura do Die Welt, ganhou uma versão cinematográfica em 2008.

O Leitor relata a história de Michael Berg, um menino de quinze anos, que se envolve amorosamente com uma mulher vinte anos mais velha, Hanna Schmitz. Hanna, uma mulher madura, sensual e autoritária, o inicia no amor, mantendo com ele encontros que decorrem como um ritual: ele lê em voz alta clássicos da literatura, ela escuta, os dois tomam banho e finalmente fazem amor. Esse ritual se repete por muito tempo, até o dia em que ela subitamente desaparece da vida de Michael.

Anos mais tarde, Michael se torna estudante de Direito e ao assistir um julgamento, ele vê sua ex-amante no tribunal, envolvida em um processo de acusação a ex-guardas dos campos de concentração nazista da Segunda Guerra Mundial. Inicia-se, então, uma relação ainda mais dolorosa, com o peso da responsabilidade de julgar a geração anterior pelos crimes do passado. Hanna, no entanto, esconde um segredo que pode mudar o curso do julgamento, algo que ela considera mais vergonhoso do que matar.

Este livro é uma reflexão concisa e pungente do passado da Alemanha. É uma obra provocante, que levanta mais questões do que as responde e que faz com que o leitor se pergunte se o culpado de um crime é sempre “quem aperta o gatilho”, ou se crimes são responsabilidade de toda uma sociedade. Schlink faz com que o leitor simpatize com Hanna de tal modo que se acaba por torcer para que a vilã tenha um final feliz.

Bernhard Schlink

Realista e cheio de cenas emolduradas por fortes emoções, O Leitor retrata o sentimento de culpa, as dores não cicatrizadas da guerra na Alemanha, nazismo e conflitos raciais, e o papel da família na vida de jovens. Mas acima de tudo, o livro retrata como a ignorância pode levar as pessoas a cometerem os mais insanos atos, sem terem consciência de suas atitudes. O livro mostra, também, um outro lado: que essas pessoas talvez sejam tão responsáveis pelos seus atos quanto os seus mandantes, quando não se esforçam para entender as consequências de seus ações e, por conseguinte, não evitarem o pior. Apesar das diversas cenas surpreendentes da história, o segredo de Hanna dá para ser deduzido muito cedo, quebrando o suspense e o mistério, aparentemente tão bem velados. Ainda assim, esse é um bom livro, com descrições secas e narrativa sucinta; perfeito, para quem aprecia esse estilo.

Título: O Leitor
Autor: Bernhard Schlink
Editora: Record
Ano de lançamento: 2009
Número de páginas: 235

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: