Arquivo | setembro, 2012

FanSérie – Glee: Resumo 4×03 – Makeover

30 set
Olá galera como é que vocês estão?! Eu estou bem atrasado com o post, mas já vou falar pra vocês um pouquinho sobre o que aconteceu no episódio 4×03 – Makeover, que foi ao ar na última quinta-feira e que contou com a estréia de Sarah Jéssica Parker no papel de Isabelle Wright, que é uma executiva que trabalha no site vogue.com.

No episódio, Blaine começa a se inscrever em todos os clubes disponíveis da escola para ocupar seu tempo já que Kurt está em Nova York. Ele decide concorrer a presidência estudantil contra Brittany, enquanto seu namorado faz uma entrevista no site da Vogue com a renomada editora Isabelle Wright. Blaine conta com a ajuda de Sam e Brittany se junta a Artie para fazer suas respectivas campanhas políticas. Will começa a se sentir sem criatividade e Sue sugere que ele procure algo novo para fazer.
Na NYADA, Rachel está tendo problemas com algumas estudantes que zombam de suas roupas, então Kurt aproveita seu novo emprego para ajudar sua amiga a mudar o visual e ao mesmo tempo ajudar Isabelle a criar uma nova campanha. E isso faz com que aos poucos ele vá se afastando de Blaine, enquanto Rachel começa a ficar cada vez mais próxima de Brody. Porém, no primeiro encontro dos dois, Finn aparece de repente.

A lista de música dessa semana e um vídeo promocional do próximo episódio vocês conferem abaixo:

Everybody wants to rule the world (by Tears for fears) cantada por Blaine;
Celebrity Skin (by Hole) cantada por Brittany e Sam;
The way you look tonighy / You’re never fully dressed (by Swing time / Annie) cantada por Isabelle, Kurt e Rachel;
A change would do you good (by Sheryl Crow) cantada por Rachel e Brody.




Por: Renan Amorim
De: Diadema-SP
Email: renan@revistafriday.com.br

Você já curtiu a Revista FRIDAY no Facebook? faça como eles 😉

Anúncios

Concubina do Demônio

28 set
A bíblia era de longe sua maior amiga, pra não dizer a única… Joana era o estereótipo de uma mulher “carola”: católica fervorosa,  daquelas que decidem ainda criança se entregar para Deus de corpo e alma,  não saía da igreja, nunca teve um namorado, só usava vestidos longos e em cores sóbrias, mal cuidava da aparência (subentenda-se que não se depilava),  resumindo: alguém que tinha decidido morrer virgem.


Já não era mais uma mocinha e já tinha ficando “para a titia” há tempos. Enquanto todas as suas irmãs e primas já tinham se casado ou estavam noivas, ela amargava uma solidão deprimente, ao menos aos olhos de todos que a rodeavam, mas nada disso importava para ela, pois ela já tinha sua salvação garantida e isso a deixava feliz.


Mas será mesmo? Durante todos os dias de sua vida até os 25 anos, Joana nunca tinha tido qualquer tipo de contato sexual, isso além de  na cabeça dela ser “errado”, nunca lhe havia despertado qualquer tipo de interesse ou curiosidade, ela não possuía aparelhos de televisão em casa e evitava até ficar saindo muito na rua, além do caminho para a igreja, querendo evitar a visão de qualquer imagem de promiscuidade, seja a de uma mulher andando “indecentemente” pelo calçadão de biquíni, ou mesmo ver imagem semelhante em um outdoor, para ela o corpo era algo que deveria permanecer puro, isso levava à castidade e a necessidade de esconder seus atributos, este era o pensamento que a moça tinha desde menina e que queria manter até morrer.

Certa noite, no meio da semana, quando voltava de um estudo bíblico, Joana resolveu atravessar pela praça pra chegar mais depressa em casa, para ela a rua era imunda e quanto menos tempo ela ficasse ali, tendo contato com aquele ambiente, melhor. Porém ela nem imaginava que durante o trajeto seria obrigada a se defrontar com uma visão que ela não estava preparada psicologicamente para ver.

Havia um casal, em um banco, se atracando. Obviamente ela já se sentiu ultrajada assim que os viu e notou o que faziam ainda de longe, de primeiro momento pensou em bravejar com os dois, dar um sermão, dizer para os quatro ventos o quanto aqueles jovens imundos precisavam de oração, mas a medida que ela ia se aproximando, sua garganta ia ficando apertada, seu batimento acelerava e ela ia percebendo que eles estavam bem mais “enlouquecidos” do que ela imaginava, eram como animais no cio, o rapaz apertava o seio da garota com força, aquilo não parecia nem perto de normal para Joana, era uma visão agonizante, mas ela não conseguia tirar os olhos dos dois, a medida que ia chegando perto ia ficando cada vez mais aterrorizada com aquilo, mas agora precisava encarar, tinha de passar ao lado deles para terminar o percurso…

Ela tentava desviar o olhar, tentava dizer algo, chamar-lhes a atenção, mas ela nunca tinha visto algo tão libidinosamente demoníaco. Coincidindo com o momento em que ela cruza com os dois, eles chegam no auge da luxuria: a garota começa a alisar o pau do rapaz, e ele em resposta, enfia os dedos dentro de sua calcinha. Aquilo foi demais para a cabeça de Joana! Ela entrou em parafuso, derrubou a bíblia no chão, ameaçou correr, de repente  parou, catou a bíblia tremendo, e suando, apressou o passo para sair da presença daquela cena o mais rápido possível. Ela percebe que os jovens a notaram pelas risadas, nessa hora ela resolve correr, ela sente vergonha, ela quer chegar na segurança de seu lar e fingir que isto não aconteceu.


Ela se tranca em casa, fecha as cortinas, desliga todas as luzes e se isola no seu quarto. Abre a bíblia, acende uma vela e tenta encontrar algo que a console, que sirva de resposta para explicar tamanha perversão. Trêmula, ela foi folheando as páginas e parou em Ezequiel capítulo 23:

Todavia ela multiplicou as suas prostituições, lembrando-se dos dias da sua mocidade, em que se prostituíra na terra do Egito.
E enamorou-se dos seus amantes, cuja carne é como a de jumentos, e cujo fluxo é como o de cavalos.
Assim trouxeste à memória a perversidade da tua mocidade, quando os do Egito apalpavam os teus seios, por causa dos peitos da tua mocidade. 
Ezequiel”
23:19-21

Joana surta! Seus olhos começam a ficar marejados, sua boca seca instantaneamente, ela derruba a bíblia no chão e cobre o rosto com as mãos, ela não acreditava no que tinha acabado de ler. Percebera que aquela coisa repugnante que ela procurou evitar e se distanciar a vida toda estava ALI, nas escrituras sagradas, no lugar onde ela a vida inteira depositou toda a sua confiança., confiança que ela não tinha nem com seus próprios pais.

Ela  estava em estado de choque, era um turbilhão de sentimentos, se sentiu traída, enganada, mas ao mesmo tempo ela tinha a cabeça cheia de dúvidas e começaram a surgir pensamentos que ela nunca pensou que fosse ter:

“e se sexo não fosse tão ruim?”

“aquele casal parecia estar feliz…”

“mas ao mesmo tempo, pareciam estar possuídos”

De repente ela volta à pensar no casal, e fixa sua mente naquilo, a imagem fica repetindo e repetindo a cada vez que ela fecha os seus olhos. Ela começa a sentir algo estranho, todos os pelinhos do seu corpo se arrepiam. Ela começa a lembrar da imagem do rapaz dedilhando a genitália da moça, e inevitavelmente ela se sente tentada a fazer a mesma coisa em si mesma, ela hesita por intermináveis segundos, quando finalmente leva os dedos até a ceroula (não achou que ela usasse calcinha né?) enfiou e acidentalmente tocou em seu clitóris, sentindo imediatamente uma onda de excitação percorrer todo o corpo como se tivesse enfiado o dedo em uma tomada. Ela se assusta,  arranca a mão dali imediatamente, começa a suar frio.

Mas ela GOSTA. Ela enfia a mão ali de novo e começa a se tocar. Ela agora coloca os três dedos dentro da vagina e começa a enfiar e tirar com força, ela sente como se  seu interior fosse explodir de dentro para fora, mas não consegue parar.

Pensamentos de que aquilo é “errado” e de que ela está condenada ao inferno pelo que está fazendo, até passam algumas vezes em sua cabeça, mas perdem completamente a força, ela sente sua genitália ficando molhada, e urra de prazer. Ela goza e entra em estado de êxtase, ficando completamente sem forças. Para sua desgraça ela não percebeu que tinha deixado a vela cair em cima da bíblia quando a derrubou.


Não era só seu corpo que estava ardendo, mas sim a casa toda. Ela se vê cercada de fogo, mas não tem mais forças para levantar, tinha se esgotado e neste momento, ela enxerga uma figura no meio do fogo. Parece um homem, sua reação natural é ficar assustada, mas depois ela resolve gritar por socorro mas sua voz não sai.

O homem vai se aproximando dela e ela horrorizada, percebe que há algo de errado na aparência dele. Percebe que ele está NU e que sua pele é rubra! Em meio as chamas, o homem pega ela pelo braço, joga ela de bruços em uma mesa que já esta começando a pegar fogo e começa a penetrá-la.

Ela sente o membro do homem rubro adentrando-a como uma lâmina fervente de uma espada recém tirada do molde, ela está tão alucinada que não sabe se chora de desespero ou se grita de tesão. Aquilo está acontecendo mesmo? Ela ficou tanto tempo sem experimentar aquilo que finalmente enlouqueceu?

Enquanto ela era currada impiedosamente pela entidade sinistra ali presente, as chamas (se é que existiam) estavam perto de derrubar a casa em cima dela. Joana parecia não mais se importar, sonho, pesadelo, punição vinda do inferno.? Ela tinha conhecido o pecado…E havia gostado…




Por: Blood Mary
De: Inferno
Email: blood_mary@revistafriday.com.br

Você já curtiu a Revista FRIDAY no Facebook? faça como eles 😉

Conexão Dublin: Oktoberfest Dublin 2012

28 set
Bem vindo a Oktoberfest… de Dublin!

Já ouviu falar na festa Oktoberfest? E se eu te falar que ela acontece em Dublin? Pois é! Para aqueles que moram na Irlanda e não puderam ir até Munique, a capital irlandesa recebe a festa alemã desde o dia 20 de Setembro até 07 de Outubro. A entrada para o evento é gratuita e acontece no George’s Dock – próximo ao rio Liffey. 

Como não comprei nenhuma passagem para a Alemanha, decidi curti a Oktober daqui com os amigos na sexta-feira passada. Eu e Lynn, coreana muito fofa, chegamos em torno das 21 horas, horário de pico da festa. Dei de cara com meus professores de inglês e eles logo me alertaram sobre a fila gigantesca para entrar no babado. Detalhe: o frio não impediu ninguém de tomar a boa e companheira cerveja. 

Eu e Lynn depois de passar pela fila
Assim que entramos, fomos desvendar o local. Havia barracas de pizza, hot dog alemão e, é claro, cerveja. Fui logo atrás da minha para dar aquela calibrada. Depois que terminamos de beber, comentei para Lynn que precisava comer algo para forrar o estômago. Ela se assustou pois tínhamos comido batatas fritas enquanto esperávamos na fila. Fiquei na dúvida entre el salsichón alemão e uma mini pizza de queijo. E a escolha foi…

Salsicha alemão com gengibre 😡

Cantina maneira

Cerveja alemã Erdinger
Muita carne nessa hora! rs

Após a sessão fominha, entramos em uma tenda onde havia um mega som maneiro. 

Entrada para a festa

Como o local estava lotado!!! Me assustei no início, mas depois já estava dançando conforme a música. A banda animava a galera com músicas conhecidas. Eu e a coreana fomos para próximo do palco e quase não voltamos porque um cara “se apaixonou” por ela. Meu Deus! Como há europeus fracos de cantada hein. Ele ficou cerca de 10 minutos conversando e nada! haha


ps: não estou generalizando, mas pelo o que eu vi até hoje, eles realmente preferem ir com calma com as ladies. O que, para mim, isto é fantástico!!!


Banda animando geral!

Um copo – ou um braço? – perdido entre a galera
A festa foi muito boa, mas preciso voltar e ir mais cedo para aproveitá-la melhor. No final das contas, minha noite foi assim:
era para ter encontrado vários amigos no evento, mas como fiquei mais de meia hora na fila e ainda cheguei tarde, eles acabaram voltando para casa e só encontrei um deles lá. Além do vento e do frio lascado da madrugada, ainda perdi meu celular na volta para casa. Como estava muito tarde e não havia mais ônibus circulando, eu e a Lynn acabamos dormindo na sala desse amigo que encontramos no evento. E no dia seguinte, fiquei muito gripada, com direito a febre e tudo o mais. haha

Goodbye Oktober!!!

Ligando para os amigos esperarem só mais uns minutinhos haha

Espero voltar na Oktober na segunda-feira, depois do almoço. Nem tomei a jarra cheinha de cerveja poxa… =/


Por: Mariana Perez
De: Dublin – Ireland
Email: mariana@revistafriday.com.br

Você já curtiu a Revista FRIDAY no Facebook? faça como eles 😉

A Pressa – Banda Violéte – LANÇOU!

27 set
Algumas pessoas vão se lembrar de um dos primeiros textos que publiquei aqui, falando sobre a Banda Violéte. Nele, eu falava também que eles estavam prestes a lançar um videoclipe, que seria o primeiro.
E venho aqui com todo o prazer do mundo divulgar o lançamento. Demorou mas saiu. Eles me enrolaram muito e me deixaram curiosa também, rs.
O videoclipe foi produzido por Nakamovie Filme e Fotografia, dirigido, filmado e editado por Bruno Nakamura, que fez um ótimo trabalho e com certeza conseguiu passar a mensagem que a banda gostaria e fazer a junção de imagem e melodia.

O clipe foi divulgado pela banda no comecinho dessa semana e já conta com mais de 400 visualizações. Eles merecem MUITO e digo isso não só musicalmente mas pessoalmente também. Só quem conhece sabe a garra que essas quatro pessoinhas possuem para lutar a favor daquilo o que querem.
Mas chega de blá blá blá e fiquem ai com o novo clipe da Violéte, “A Pressa”.


Por: Mayara Munhós
De: São Bernardo do Campo – SP
Email: may.munhos@gmail.com

Você já curtiu a Revista FRIDAY no Facebook? faça como eles 😉

Assassin’s Creed III

25 set
Assassin’s Creed III convida os jogadores a experimentar a história não contada da Revolução Norte-Americana através dos olhos de um novo Assassino, Connor.

 


Desenvolvido por mais de dois anos, AC III leva a franquia de um dos jogos mais amados a novos patamares.

O ano é 1775. As colônias norte-americanas estão prestes a se revoltar com a Metrópole. E você é Connor, um assassino que jurou proteger a liberdade de seu povo e de sua nação. Para isso, você irá caçar seus inimigos através de um mundo estonteantemente aberto e realístico.

Você irá liberar seus talentos letais em uma busca violenta que o levará das ruas caóticas da cidade para campos de batalha cheios de sangue no deserto hostil americano e além. Você vai encontrar heróis lendários da história americana, e juntos vão conspirar para aniquilar aqueles que ameaçam a própria liberdade.


Se você usa seus instintos predatórios para matar silenciosamente, ou seu arsenal temível para matar abertamente, uma coisa é clara: o mundo que os assassinos vivem tornou-se muito mais mortal. E você também.


trailer oficial: http://youtu.be/-pUhraVG7Ow
site oficial: http://assassinscreed.ubi.com/ac3/en-us/index.aspx


Por: William Wilson
De: Rio de Janeiro
Email: william@revistafriday.com.br

Você já curtiu a Revista FRIDAY no Facebook? faça como eles 😉

CINCO LIVROS – O FUTURO E O TOTALITARISMO

24 set

Aqui vai uma lista de 5 livros que tratam sobre sociedades do futuro que são oprimidas por um governo totalitário. Com a exceção de Jogos Vorazes, os livros foram escritos há bastante tempo como uma forma de avisar aos leitores sobre o futuro que os aguarda. Mas, será que esse futuro já chegou?

  • 1984

Escrito por George Orwell em 1949 trata de uma sociedade onde o governo totalitário e opressivo é liderado pelo Grande Irmão (Big Brother em inglês). Winston Smith, funcionário do governo, trabalha com a falsificação e manipulação de informações publicas de forma que o regime do país esteja sempre correto. Desiludido com seu país, seu governo e sua vida miserável, Winston decide se rebelar juntamente a Júlia, com quem mantêm um relacionamento em segredo e O’Brien, membro dopartido que se apresenta ao protagonista como membro de uma resistência. Mas, cuidado! O Grande Irmão está em toda parte e está de olho em você.
“Guerra é paz, liberdade é escravidão, ignorância é força.”
  • ADMIRÁVEL MUNDO NOVO

Publicado em 1932 e escrito por Aldous Huxley, Admirável Mundo Novo trata de um futuro onde as pessoas são pre-condicionadas biologicamente desde de seu nascimento (tudo isso realizado em gigantescos e modernos laboratórios) para se comportar de acordo com as leis e regras de suas respectivas “castas”. Qualquer dúvida e insegurança por parte dos cidadãos é dissipada por meio do uso de uma droga chamada Soma. Entretanto, Bernard Marx ainda se sente insatisfeito com o mundo onde vive e excluído por ser diferente das pessoas de sua casta. Assim, em uma viagem a uma “reserva indígena” onde as pessoas ainda preservam os costumes do passado, Bernard encontra uma mulher proveniente da civilização que teve um filho de maneira natural, algo totalmente inaceitável para a época. Bernard, dessa forma leva o rapaz para a civilização de forma a conseguir o respeito de seus semelhantes. As ideias e os costumes do “selvagem” acabam criando um fascínio por parte da população e rapaz acaba por se envolver demais nesse novo mundo.
“Posso simpatizar com a dor de uma pessoa, mas não com os seus prazeres. Há algo de rigorosamente monótono na felicidade dos outros.”
  • JOGOS VORAZES

A trilogia criada por Suzanne Collins em 2008 narra a vida de Katniss Everdeen, uma garota de 16 anos,habitante do que antes havia sido a América do Norte, hoje chamada de Panem. O país, destruído e reconstruído várias vezes apos guerras e conflitos é divido em 12 distritos, cada um com uma atividade que contribui economicamente para a Capital. Para evitar rebeliões e manter a população em controle, a Capital promove todos os anos os chamados “Jogos Vorazes” uma espécie de reality show onde jovens de 12 a 18 anos são escolhidos como tributos e devem lutar até a morte em uma arena onde só um poderá ser o vencedor. Fome, violência, opressão e morte. Para o governo, tudo é apenas um jogo.
“Eu continuo apenas pensando em um jeito que eu possa mostrar a Capital que eu não pertenço a eles. Que eu sou mais do que apenas uma peça no jogo deles.”

  • FAHRENHEIT 451

Escrito por Ray Bradbury (que infelizmente faleceu em junho desse ano) Fahrenheit 451 foi publicado primeiramente em 1953. Em um futuro onde todos os livros são estritamente proibidos, o pensamento critico é oprimido, a tecnologia reina e as pessoas são facilmente manipuláveis. Guy Montag, o protagonista, trabalha como bombeiro, queimando livros a temperatura de 451 graus fahrenheit. Montag começa a questionar a situação após a tentativa de suicídio de sua esposa e após roubar um livro da casa de uma velha senhora. A partir dai a curiosidade de Montag sobre os livros torna-se irrefreável, criando conflitos com o chefe dos bombeiros e com sua esposa e o fazendo roubar mais livros até que é traído e tem que fugir. Mas quem abrigaria um ex-bombeiro carregando algo proibido?
“Um livro é como uma arma carregada que está na casa ao lado. Queime-o.”
  • LARANJA MECÂNICA

Mais conhecido pelo filme de Stanley Kubric, Laranja Mecânica é originalmente um livro escrito por Anthony Burgess em 1962. O livro é narrado em primeira pessoa pelo protagonista Alex, um jovem de 14 anos fã de Beethoven e líder uma gangue de delinqüentes responsável por estupros, roubos e violência. Após uma invasão a casa de uma mulher e seu conseqüente assassinato, Alex é preso e passa a ser usado em uma experiência promovida pelo Estado e conhecida pelo nome de método Ludovico. Tal método trata de uma lobotomia onde Alex passa a ter uma aversão mortal a qualquer forma de violência. Alex torna-se uma ferramenta para promover o Estado. A violência sendo combatida pela agressividade totalitária de um governo.
“Mas o não-ser não pode aceitar o mal, quer dizer, os do governo, os juízes e os colégios não podem permitir o mal porque não podem permitir a individualidade.”

Por: Virgínia Fróes
De: Natal – RN
Email: virginia@revistafriday.com.br

Você já curtiu a Revista FRIDAY no Facebook? faça como eles 😉

FanSérie – Glee: Resumo 4×02 – Britney 2.0

23 set
Eae galera, como é que vocês estão?! Olha eu aqui mais uma vez para falar sobre Glee, que nessa semana mais uma vez fez uma homenagem à Britney Spears. Já no início podemos ver uma disputa entre Brittany e Kitty pelo posto de capitã das cheerios durante uma performance de “Hold it against me”. Mais tarde, Sue expulsa Brittany das líderes de torcida por conta das suas terríveis notas, enquanto em Nova York, Rachel continua tendo mais problemas com Cassandra em suas aulas de dança.

Vendo as dificuldades que Brittany está passando, Will sugere para o New Directions cantarem músicas de Britney Spears como tarefa da semana. Em Nova York, Kurt conta para Rachel sobre o passado de sua professora de dança. De volta a Ohio, Marley parece demonstrar certo interesse em Jake, mas Unique mostra o quanto ele é mulherengo. Contudo, ela ainda aceita sair com o irmão de Puck e os dois se encontram na arquibancada da escola.

Em Nova York, Rachel pede ajuda a Brody para mostrar a Cassandra o quanto ela pode ser sexy dançando “Oops!… I did it again”, porém acaba expulsa da sala. Em Ohio, Jake finalmente tem a chance de conhecer seu irmão mais velho e o New Directions mais uma vez se apresenta na assembléia da escola, porém o coral é vaiado pelos demais alunos diante da fraca apresentação e dublagem de Brittany. Por fim, Jake aceita entrar para o New Directions e, em Nova York, Brody começa a demonstrar interesse por Rachel.

Aparentemente o episódio não causou boas impressões no agente de Britney Spears que considerou a história um pouco agressivo ao fazer alusões aos maus momentos da carreira da cantora, como os problemas com os paparazzi, ou o fato dela ter engordado e se apresentado no VMA.

A lista de músicas dessa semana e um vídeo promocional do episódio vocês conferem abaixo:

Hold it against me (by Britney Spears) cantada por Brittany com as Cheerios;
Boys / Boyfriend (by Britney Spears / Justin Bieber) cantada por Artie e Blaine;
Womanizer (by Britney Spears) cantada por Unique, Tina e Marley;
3 (by Britney Spears) cantada por Tina, Joe e Sam;
Crazy / ‘U drive me crazy (by Aerosmith / Britney Spears) cantada por Marley e Jake;
Oops!… I did it again (by Britney Spears) cantada por Rachel;
Gimme more (by Britney Spears) cantada por Brittany com New Directions;
Everytime (by Britney Spears) cantada por Marley.




Por: Renan Amorim
De: Diadema-SP
Email: renan@revistafriday.com.br

Você já curtiu a Revista FRIDAY no Facebook? faça como eles 😉