Arquivo | Bert RSS feed for this section

Supercali… O que?

6 fev

            Olá povo da Friday! Hoje eu vou falar de algo que fez parte da minha infância. O primeiro musical que vi na vida. Um dos mais divertidos que já apresentei. E o que sonho em apresentar profissionalmente. Hoje eu vou falar sobre a Mary Poppins.

            Mary, criada pela escritora australiana Pamela Lyndon Travers, é uma babá inglesa que aparece durante uma tempestade de vento para cuidar dos filhos do casal Banks. De acordo com o filme da Disney (que é muito, MUITO, diferente do livro) a babá chega voando logo após ler o anúncio de jornal de Jane e Michael, as crianças Banks, que procuram uma babá praticamente perfeita.
            Logo que chega, Mary, com toda a sua magia deixa todos boquiabertos, em especial as crianças, que passam a se comportar de um jeito muito melhor após a chegada da babá. Elas também conhecem Bert, um limpador de chaminés muito animado, que tem um amor platônico por Mary (esse amor é bem explícito na versão on stage, mas a babá deixa claro que não quer qualquer envolvimento, o que é uma pena, porque pra mim o Bert é um partidão).

Tá, e o que tem de legal? TUDO!


             Mary Poppins é uma babá mágica, tudo o que qualquer criança já sonhou. Em um determinado momento do filme, Mary, Bert, Jane e Michael entram numa figura desenhada no chão, e lá participam de uma corrida de cavalam, passeiam num bosque, brincam com pinguins… Poxa, quem não gostaria de entrar num lugar desenhado por você mesmo?!

            E por fim, a palavra. Já dizia Mary Poppins: “Quando tentar se expressar for deveras absurdo, tente ser espontâneo e diga supercalifragilisticexpialidocious!”. Você, que conseguiu ler, leu certo! São 18 consoantes e 16 vogais, que, colocadas em ordem, podem significar o que você quiser! Essa palavra tornou May extremamente famosa e fez com que pessoas como eu decorassem essa palavra até de trás para frente (sério!).
            A versão on stage é simplesmente fantástica. As danças são todas voltadas para o sapateado e na cena da música Step In Time, onde dançam todos os limpadores de chaminé, Bert sapateia de ponta cabeça, no teto. Lindo! Perfeito! YAY!
            No filme, Mary Poppins é interpretada pela lendária Julie Andrews e Bert pelo lindíssimo (e hoje octogenário) Dick Van Dyke. Tem como não amar?
            Deixo vocês com o vídeo de Step In Time, se estiverem sem paciência, avancem um minuto e aí sim começará o número. Bom espetáculo! ;D

            A versão on stage é simplesmente fantástica. As danças são todas voltadas para o sapateado e na cena da música Step In Time, onde dançam todos os limpadores de chaminé, Bert sapateia de ponta cabeça, no teto. Lindo! Perfeito! YAY!

            No filme, Mary Poppins é interpretada pela lendária Julie Andrews e Bert pelo lindíssimo (e hoje octogenário) Dick Van Dyke. Tem como não amar?


            Deixo vocês com o vídeo de Step In Time, se estiverem sem paciência, avancem um minuto e aí sim começará o número. Bom espetáculo! ;D



Por: Ana Paula Cadamuro
De: São Paulo – SP
Email: anapaula@revistafriday.com.br

Você já curtiu a Revista FRIDAY no Facebook? faça como eles 😉

Anúncios