Arquivo | Bossa Nova RSS feed for this section

HUASKA

15 ago

              Se liga nessa então: samba com rock com bossa nova com metal… Eu sinceramente não sei como definir, mas já imaginou uma música assim? A Huaskanão só imaginou como botou em prática. “A ideia veio de querer fazer um rock pesado e em português. A levada do violão deu uma brasilidade que acabamos incorporando nas composições e virou a principal característica da banda” – dizem os integrantes. A banda é formada por Rafael Moromizato (vocal), Alessandro Manso (guitarra e violão), Carlos “Blinque” Milhomem (guitarra), Caio Veloso (bateria) e Júlio Mucci (baixo) e teve seu início em 2002, em São Paulo. Não pararam por aí, lançando seu primeiro EP logo em 2003 e tocando em diversas casas de shows diferentes de São Paulo, Curitiba e outras cidades do interior. Sabe o resultado dessa mistura toda? A liberdade musical. Fugindo totalmente do clichê, a banda também escolheu um nome diferente e que “tem vários significados, mas não escolhemos por causa de nenhum em específico. Achamos o nome legal e que tinha a ver com a banda” – falaram os meninos.



            Além do primeiro EP chamado “Mimosa Hostilis”, já lançaram outros três álbuns: “E Chá de Erva Doce” (2006), “Bossa Nenhuma” (2009) e “Samba de Preto” (2012). No terceiro CD, eles fizeram aquele som que sempre sonharam em fazer: um mix de Bossa Nova com MPB com Samba de Raiz e finalmente misturado com o peso do rock.

Em relação ao mais novo disco, ele foi totalmente estudado para convidar quem ouve a se empolgar e ir até o final. A primeira faixa “Ainda Não Acabou” de cara faz um casamento entre samba e rock. A faixa seguinte, “Samba de Preto”, que tem a participação da Elza Soares, fez com que a cantora definisse o som dos caras como um batizado do Rock and Roll para o Samba e um batizado do Samba para o Rock and Roll. Depois, a terceira faixa “Foi-se” consagra o Bossa Metal e induz o ouvinte a ouvir as outras sem estranhar a tal mistura, que vamos combinar: É SENSACIONAL!

            E os caras estão indo longe! “Vamos gravar agora em setembro o clipe da faixa título ‘Samba de Preto’ com Elza Soares. Fizemos uma participação num samba enredo que vai concorrer para ser o oficial da Mocidade (RJ) no Carnaval 2013. Enquanto isso estamos tocando para divulgar o CD” – disseram.

            Completando dez anos e com apoio total do produtor e arranjador Eumir Deodato, a banda utiliza instrumentos típicos do samba como tamborins, bumbo e pandeiro, juntamente com riffs e vocal bem pesado.

            Depois de tanta inovação, vale muito a pena conhecer. Ficou curioso? Então ouve!


Por: Mayara Munhós
De: São Bernardo do Campo – SP
Email: may.munhos@gmail.com // 8kproducoes@gmail.com

Você já curtiu a Revista FRIDAY no Facebook? faça como eles 😉

Anúncios