Arquivo | Broadway RSS feed for this section

Tell Me More, Tell Me More!

19 set

                Olá lindas e lindos leitores da Revista Friday! Semana passada eu falei sobre um musical super conhecido, o Mamma Mia!. Agora, vou falar sobre um HIPER conhecido: Grease – Nos Tempos da Brilhantina.


            Grease é um musical de 1971, criado por Jim Jacobs e Warren Casey. A ideia do nome Grease veio das gangues de rua dos Estados Unidos nos anos 50 e 60, os greasers. Essas gangues tinham um estilo bem rebelde (não, não igual aqueles rebeldes mexicanos da TV) que se popularizou no país durante aquela época.
            Quando estreio na Broadway, em 1959, o musical era agressivo e vulgar. Contudo, as produções seguintes passaram a ‘limpar’ o espetáculo até deixá-lo como conhecemos hoje. Esse musical aborda temas como gravidez na adolescência, violência entre gangues, amor, amizade, rebelião juvenil, descoberta da sexualidade e até mesmo conflito de classes. Greasefoi o 14º musical mais longo da Broadway, com 3388 performances.
            Grease – Nos Tempos da Brilhantina conta a história de Sandy, uma garota boazinha e virgem que começa a estudar na Rydell High School. Durante o verão, Sandy conheceu Danny, um garoto doce e sonhador que, por obra do destino, também estudava na Rydell. Ao encontrarem seus amigos, ambos passam a contar sobre o verão e seu encontro (Pink Ladies: Conte mais, conte mais, foi amor a primeira vista? / T-Birds: Conte mais, conte mais, ela foi até o fim? – Tell Me More). Acontece que os dois se reencontram e Sandy percebe que Danny não é bem aquilo que ela pensava que ele era e decide deixá-lo de lado. A moça então se junta com as Pink Ladies e vai à festa do pijama de Marty, enquanto os garotos roubam peças para o novo carro de Kenickie (Calotas cromadas, carburados envenedado, vai ficar demais! – Greased Lightinin’). Apesar de Danny viver pedindo desculpas a Sandy, ela se recusa a aceitá-las, embora ainda se sinta atraída pelo rapaz. No baile da escola, a moça vê Danny dançando com Cha-Cha num campeonato de dança (Elogiado e aplaudido quantinha tinha apena cinco anos, eu nasci para dançar! – Born To Hand-Jive). Apesar de Sandy se sentir traída, ela não consegue parar de pensar em Danny (Acho que meu coração não é o primeiro a se partir e meus olhos não são os primeiros a chorar. E não sou a primeira a perceber que não tem como esquecer você – Hopelessly Devoted To You). Não vou contar o final (mesmo que todo mundo já saiba!), mas digo uma coisa: não tem coisa mais fofa que esse musical!
            Não vou colocar Summer Nightsporque é a mais famosa. Escolhi uma que eu, particularmente, adoro! We Go Together:


            Bom, Grease é um filme musical estilo A Lagoa Azul, todo mundo já viu pelo menos uma vez (mas como há sempre uma exceção, eu confesso: nunca assisti A Lagoa Azul. Pronto, falei!). O filme conta com Olivia Newton-John como Sandy e John Travolta como Danny e mais um elenco todo lindo e cheio de brilho, que fazem o musical ser incrível e memorável!




Por: Ana Paula Cadamuro
De: São Paulo – SP
Email: anapaula@revistafriday.com.br

Você já curtiu a Revista FRIDAY no Facebook? faça como eles 😉

Mamma Mia! Here I Go Again…

12 set

             Olá leitores lindos da Revista Friday! Hoje eu estou aqui para falar de um musical que todos conhecem e amam. Quem nunca foi numa festa e cantou e dançou loucamente Dancing Queen? Exatamente, minha gente, vamos falar de Mamma Mia! hoje (:


            A ideia inicial foi da produtora inglesa Judy Cramer, que ouviu as músicas do ABBA e percebeu que elas tinham potencial para tecer a história de um grande musical. Em 1997, Judy encomendou o enredo a Catherine Johnson, começando assim a história de um espetáculo de muito sucesso.
            O musical conta a história de Sophie, uma moça que vive com a mãe na Grécia e está prestes a se casar. Sophie sempre teve curiosidade por saber quem é seu pai, embora sua mãe, Donna, nunca tenha lhe contado. Quando Sophie encontra o diário de Donna, ela descobre que tem três possíveis pais: o arquiteto Sam, o escritor Bill e o banqueiro Harry. Por ter o sonho de conhecer ser pai (Eu tenho um sonho, uma canção para cantar – I Have a Dream), Sophie convida os três homens para virem ao seu casamento com Sky, o grande amor de sua vida (Você ouviu dizer que fumar era meu único vício, mas agora isso não é mais verdade, porque para mim agora tudo é você! – Lay All Your Love). Alguns dias depois, Sam, Bill e Harry desembarcam na ilha e Donna se desespera ao ver os três após tantos anos (Mamma Mia, aqui vou eu novamente… Meu Deus, como vou conseguir resistir? – Mamma Mia). Paralelamente à chegada dos homens a ilha, as amigas de Donna chegam também e percebem que algo está errado com Donna (Chiquitita, eu vejo a tristeza nos seus olhos e o casamento é amanhã! – Chiquitita). Após conhecer os três, até mesmo Sophie fica confusa e não consegue se decifrar esse grande enigma (Sophie: E agora você trabalha num banco, é um homem de família, um fã de futebol… E seu nome é Harry!/ Harry: Isso soa muito chato!/ Sophie: É você o herói dos meus sonhos?– Our Last Summer). Com a visita de seus ex-namorados, Donna também acaba relembrando seu grande amor do passado (O que aconteceu com o nosso amor? Eu queria entender… Era tão bom! – S.O.S.). Não vou contar o final caso alguém ainda não tenha visto, mas garanto que é muito fantástico e que as músicas fazem você querem sair cantando e dançando pela sala! (Imaginem só quando assisti a primeira vez no cinema).
            Mamma Mia! faz parte da lista básica de musicais que te fazem mais feliz! É um dos musicais mais famosos da história, tendo estreado em 1999 no West End em Londres e na Broadway em 2001. Esse é um dos únicos musicais que já foi apresentado em 14 línguas diferentes! Queria dar um destaque para a atriz Lone Van Roosendaal, que fez a personagem Donnaem três línguas diferentes (inglês, holandês e alemão). Fácil, né?
Não é surpresa para ninguém que o musical ganhou sua versão para cinema (que para nós aqui do Brasil, estreou em setembro de 2009), com Meryl Streep, Pierce Brosnan e Amanda Seyfried. O filme arrecadou nada mais, nada menos que U$600 milhões internacionalmente! Graças a essa marca, ele ficou em terceiro lugar no ranking de filmes musicais que mais deram certo, ficando atrás de Grease e Chicago.
Fiquei muito em dúvida sobre qual número musical escolher para postar aqui, então optei por colocar o trailer do filme! Nada melhor do que um trailer para dar aquela água na boca para assistir alguma coisa!



Por: Ana Paula Cadamuro
De: São Paulo – SP
Email: anapaula@revistafriday.com.br

Você já curtiu a Revista FRIDAY no Facebook? faça como eles 😉