Arquivo | cerveja RSS feed for this section

Conexão Dublin: Ao homem que fundou a Guinness – Arthur’s Day

4 out
Ao homem que fundou a Guinnes!!!


Cada dia que passa, fico encantada com o estilo irlandês de viver. Comemorar, trabalhar, comemorar novamente! Me sinto em casa já! 


Quinta-feira passada, dia 27 de Setembro, tivemos o Arthur’s Day!!! Um dia especialmente dedicado ao homem que fundou a cerveja mais popular da Irlanda! Tudo começa em 1759, inclusive o brinde ao Arthur Guinness é feito sempre às 17h59, com a assinatura de um contrato de aluguel do terreno onde a fábrica da cerveja está instalada aqui em Dublin.  Somente a água local servia para o tipo de cerveja que Arthur planejava. Detalhe, desde aquele ano, o período de aluguel do local está para um período de 9000 anos (pasmem).

A maioria dos pubs daqui de Dublin celebraram o Arthur’s Day com muita Guinness, por um preço abaixo da média, e shows ao vivo. Inclusive, uma das atrações era Fatboy Slim, Mika e Example. Uma das ruas mais famosas de Dublin devido os pubs e restaurantes, Temple Bar, estava repleta de turistas e irlandeses. E boa parte deles estavam vestidos de preto, conforme o convite do comercial: “Paint the town black” – “pinte a cidade de preto”, cor da cerveja. 

Infelizmente não pude ir na muvuca pois comecei a trabalhar exatamente no mesmo dia – todos comemoram  \o/  !!! Agora trabalho aos finais de semana em um pub chamado The Barge. Entro geralmente às 18 horas e fico até o local fechar. Ajudo na organização do primeiro piso, limpeza, entrega de pedidos e, ainda de quebra, ainda ganho uma boa gorjeta!!! Sexta-feira passada consegui 15 euros!!! 😡

Prometo tirar fotos deste evento próximo ano, se Deus quiser!!! 

Por: Mariana Perez
De: Dublin – Ireland
Email: mariana@revistafriday.com.br

Você já curtiu a Revista FRIDAY no Facebook? faça como eles 😉

Conexão Dublin: Oktoberfest Dublin 2012

28 set
Bem vindo a Oktoberfest… de Dublin!

Já ouviu falar na festa Oktoberfest? E se eu te falar que ela acontece em Dublin? Pois é! Para aqueles que moram na Irlanda e não puderam ir até Munique, a capital irlandesa recebe a festa alemã desde o dia 20 de Setembro até 07 de Outubro. A entrada para o evento é gratuita e acontece no George’s Dock – próximo ao rio Liffey. 

Como não comprei nenhuma passagem para a Alemanha, decidi curti a Oktober daqui com os amigos na sexta-feira passada. Eu e Lynn, coreana muito fofa, chegamos em torno das 21 horas, horário de pico da festa. Dei de cara com meus professores de inglês e eles logo me alertaram sobre a fila gigantesca para entrar no babado. Detalhe: o frio não impediu ninguém de tomar a boa e companheira cerveja. 

Eu e Lynn depois de passar pela fila
Assim que entramos, fomos desvendar o local. Havia barracas de pizza, hot dog alemão e, é claro, cerveja. Fui logo atrás da minha para dar aquela calibrada. Depois que terminamos de beber, comentei para Lynn que precisava comer algo para forrar o estômago. Ela se assustou pois tínhamos comido batatas fritas enquanto esperávamos na fila. Fiquei na dúvida entre el salsichón alemão e uma mini pizza de queijo. E a escolha foi…

Salsicha alemão com gengibre 😡

Cantina maneira

Cerveja alemã Erdinger
Muita carne nessa hora! rs

Após a sessão fominha, entramos em uma tenda onde havia um mega som maneiro. 

Entrada para a festa

Como o local estava lotado!!! Me assustei no início, mas depois já estava dançando conforme a música. A banda animava a galera com músicas conhecidas. Eu e a coreana fomos para próximo do palco e quase não voltamos porque um cara “se apaixonou” por ela. Meu Deus! Como há europeus fracos de cantada hein. Ele ficou cerca de 10 minutos conversando e nada! haha


ps: não estou generalizando, mas pelo o que eu vi até hoje, eles realmente preferem ir com calma com as ladies. O que, para mim, isto é fantástico!!!


Banda animando geral!

Um copo – ou um braço? – perdido entre a galera
A festa foi muito boa, mas preciso voltar e ir mais cedo para aproveitá-la melhor. No final das contas, minha noite foi assim:
era para ter encontrado vários amigos no evento, mas como fiquei mais de meia hora na fila e ainda cheguei tarde, eles acabaram voltando para casa e só encontrei um deles lá. Além do vento e do frio lascado da madrugada, ainda perdi meu celular na volta para casa. Como estava muito tarde e não havia mais ônibus circulando, eu e a Lynn acabamos dormindo na sala desse amigo que encontramos no evento. E no dia seguinte, fiquei muito gripada, com direito a febre e tudo o mais. haha

Goodbye Oktober!!!

Ligando para os amigos esperarem só mais uns minutinhos haha

Espero voltar na Oktober na segunda-feira, depois do almoço. Nem tomei a jarra cheinha de cerveja poxa… =/


Por: Mariana Perez
De: Dublin – Ireland
Email: mariana@revistafriday.com.br

Você já curtiu a Revista FRIDAY no Facebook? faça como eles 😉

Conexão Dublin: visita à Fábrica da Guinness

2 ago
Welcome to Guinness Storehouse
Ter uma vida só, estar em Dublin e não visitar a fábrica da Guinness? Isto não é vida, é um desperdício meu caro! Mesmo não sendo uma apreciadora de cervejas, não pude hesitar ao convite de meus amigos em pleno sábado chuvoso-ensolarado. Esta bebida é extremamente popular aqui na Irlanda. A Guinness e sua “espuma perfeita” consegue atrair diversas nacionalidades para o local de fabricação na capital irlandesa e pode reunir até 13 mil pessoas no final de semana. 

O prédio da Guinness possui o formato de uma “pint” – referência de medida, que neste caso, é um copo de 568ml – e é dividido em 7 andares: ingredientes, fabricação, publicidade, patrocínios, a pint perfeita, gastronomia e o Gravity Bar. Cada andar tem sua peculiaridade e encanto. Para não esquecer de nenhum detalhe relevante, dividirei meu texto em partes. Enjoy it!


A CHEGADA

Eu vou, eu vou, pra Guinness agora eu vou!
Fomos em 5 pessoas para conhecer o procedimento de fabricação da cerveja. Como já disse em outro post, a cidade é encantadora. Mesmo com chuvas rápidas, o caminho para a instalação da Guinness também não foi diferente. Ao subir a rua para chegar em nosso destino, várias placas e torres já anunciavam o que estava por vir.

Não há como se perder por aqui!

“Por onde entramos?”
Na rua da entrada, há charretes para levar os visitantes mais cansados a outros pontos turísticos de Dublin. Fiquei encantada com a ideia, mas como estou economizando ao máximo, deixei este passeio para outra situação.

Hello sweet horse

PRIMEIRO ANDAR

Para entender o sucesso da Guinness, primeiramente é necessário saber do que é feita a cerveja. No 1º andar, você conhece os quatro ingredientes naturais que compõem a fórmula: cevada irlandês, lúpulo, levedura e água de Dublin.

Watch out: não confunda trigo com cevada – como eu fiz

Água das Montanhas de Wicklow e milhares de cents jogados para fazer pedidos


SEGUNDO ANDAR

A fabricação da cerveja é mostrada no 2º andar. A cevada é convertida em malte, torrada, moída, misturada com água quente e reduzida a mosto. O líquido é depois filtrado e fervido com lúpulo. Em seguida, a levedura é adicionada e a fermentação começa. Só então a cerveja é clarificada, amadurecida e preparada para embalagem. No mesmo andar, há a degustação da Guinness já finalizada, além do malte torrado – que possui um gosto similar ao café.

Let’s taste Guinness!!!
Um dos maquinários antigos da fábrica

TERCEIRO ANDAR

Aqui vem a parte da publicidade da cerveja. O primeiro anúncio, feito em fevereiro de 1929, veio com o slogan “Guinness is good for you” e entrou para a história da publicidade como uma das maiores campanhas já criadas. No mesmo andar, você conhece a história do livro de records Guinness, lançado inicialmente como um livro de fatos para resolver disputas em pubs do Reino Unido e Irlanda.

Os diversos rótulos da Guinness

Be strong with Guinness? 
QUARTO ANDAR

Aqui é possível testar seus conhecimentos sobre a cerveja e como o corpo reage ao álcool. Também há uma grande sala com imagens de patrocínios esportivos e musicais. Caso você tenha algum parente que trabalhou na fábrica, conheça o papel que a pessoa desempenhou na história da empresa.
Beautiful horse

Lindos barris de Guinness
QUINTO ANDAR

Aqui você aprende a fazer uma “pint” perfeita com Guinness. Percebi que as pessoas levam a cerveja totalmente a sério quando vi que há uma técnica para degustá-la. Sim, meus caros, em 6 passos é possível chegar à perfeição:

     – utilizar um copo limpo, seco e gelado;
     – segurar o copo em um ângulo de 45º do bico da chopeira;
     – encher o “pint” (copo) até alcançar o nível de 3/4;
     – deixar a cerveja descansar por um minuto até que a espuma esteja assentada;
     – terminar de encher o copo até a espuma chegar na borda;
     – colocar a pint na mesa com o logo virado para o consumidor.
E ai, achou fácil?

O tão esperado descanso da Guinness
SEXTO ANDAR

Ele pode ser resumido em “comes e bebes”. O Five Guinness & Food Experience possui refeições formais e descontraídas. Também tem o restaurante Gilroy’s que serve a tradicional comida irlandesa com um toque contemporâneo.

Pense num lugar gigante!

SÉTIMO ANDAR

Este é o ponto alto do passeio, literalmente! Através do Gravity Bar, é possível ver a cidade de Dublin com uma vista de 360º. É gratuito e extremamente lindo. Pude ver o parque Phoenix – maior parque urbano da Europa, a Torre de St. Patrick, o Spire – a estrutura mais alta da cidade, as montanhas de Wicklow – fonte da água utilizada na Guinness, e outros pontos turísticos.

O Parque Phoenix e a chuva que estava a caminho


No final das contas, como não tínhamos tomado café da manhã nem almoçado, saímos da fábrica super alegres – tanto por causa do visual maravilhoso quanto por causa da bela e deliciosa Guinness. Posso dizer que valeu cada euro! Infelizmente não aprendi a tirar minha pint e preferi retirar a Guinness já pronta no Gravity Bar, mas em minha próxima visita faço questão de aprender.

Espero que vocês tenham gostado!

See you next week!

Por: Mariana Perez
De: Dublin – Ireland
Email: mariana@revistafriday.com.br

Você já curtiu a Revista FRIDAY no Facebook? faça como eles 😉