Arquivo | Cidade da educação RSS feed for this section

Conexão Qatar #2: Olá ! Hi ! Salam Aleikum!

17 fev
Amanheceu em Doha, ainda me encontrava em um estado de sonho. O sol parecia contagiante, nem dava para imaginar que aquilo era inverno. Aquela sensação de estar tão longe e tão perto de casa ainda morava dentro de mim.

Cidade da educação
Após um tempo, deparei-me em uma praça bem grande. Avistei homens e mulheres desconhecidos e visivelmente felizes. A maioria deles com uma câmera fotográfica na mão e um olhar de novidade. Recebo a notícia que aquele grupo de seres com olhares de curiosidade são Americanos, vindos diretos de Washington D.C, todos trabalham na National Geographic e vieram especialmente para nos dar um “workshop” de fotografia. UOU, que fantástico! Uma das minhas grandes paixões é a fotografia. Não consigo descrever tamanha felicidade que senti naquele momento.

Logo após algumas dinâmicas e apresentações, fomos todos para a Cidade da Educação, um lugar criado recentemente no Qatar, com um foco totalmente inovador, destinado a educação e pesquisa. Lá eu conheci os estudantes Qataris. A roupa de alguns deles foi algo que observamos desde o inicio. Pareciam ser tímidos, ficamos com receio até de apertar as mãos dos meninos. As meninas se mostraram mais quietas ainda, congelamos por alguns segundos. A sensação de novo dominava aquele lugar….
Lojinhas do Souq . ( Por Débora Komukai)

Al Souq , um labirinto histórico. ( Por Débora Komukai)

Ao anoitecer fomos ao famoso AL SOUQ, mercado típico do Qatar. Um labirinto histórico, recheado de tradição e bugigangas para se levar. Assim que pisei no Souq me senti em um filme de Hollywood. Não é exagero, juro. Aquilo foi incrível. Sentia que a qualquer momento iria surgir um diretor de cinema de trás de alguma coisa e gritar “Corta , corta , vai de novo, produção!”.


A sensação de comer tudo e não saber de nada.
Jantamos em um restaurante típico do Iraque, e cheguei à conclusão que estava comendo tudo, mas na verdade não sabia de nada do que estava ingerindo. Achei o tempero diferente, mais adocicado. Na mesa encontrava-se um pãozinho sírio enorme e bem quentinho, dava para ver até a fumacinha saindo dele – delicioso. Experimentei um arroz exótico, não era doce, mas sem dúvidas, não era salgado. Algumas carnes eram saborosas e outras havia um gosto diferente – algo que jamais havia provado no meu Brasil. Entretanto, nada ganhou da sobremesa….

Inicialmente o garçom se encontrava de pirraça comigo, e para me provocar, entregou a minha tigela por último. E assim, começo a notar que a expressão das pessoas ao meu redor, em questão do doce não era boa. Nem ligo. Apanho uma colher e pego um pedaço enorme daquele pudim, mas, noto que aquilo tinha um gosto semelhante à detergente. Naquela noite experimentei comidas e temperos que jamais imaginaria um dia tocar.

Delicia!
A alegria da mesa me contagiava, a decoração do local era 
impecável, uma mistura de histórico com elegância. Lembro-me do cheiro do Al Souq como se ainda estivesse lá, uma mistura de incenso e cidade, algo indescritível de se comentar. Tudo era novo ao meu redor, até as sensações mais antigas pareciam ser novidade. E quando eu pisquei os olhos, percebi que já era bem tarde, e mais uma vez deitei em minha cama com aquele ar de satisfação, com aquela felicidade que só depende de você …
تشرفنا بمعرفتك يا قطر
(Prazer em te conhecer , Qatar)
Anúncios