Arquivo | Curiosidades RSS feed for this section

Conexão Dublin: Curiosidades – Parte 2

18 out
Ponte Ha’Penny com seus inúmeros cadeados
Opa! Hoje finalizo as curiosidades com a segunda parte, mas nada impede que eu escreva sobre isto mais pra frente. Afinal, cada dia que passa, descubro algo novo e diferente aqui…

E lá vamos nós:

11 – Diferente de São Paulo, cidade onde morava, a vida noturna de Dublin tem hora de encerramento: 03:00 da madrugada. Com exceção de algumas lanchonetes 24 horas, a maioria dos pubs e baladas fecham exatamente às três da matina. Até me acostumar com isso, demorou um pouco… 

12 – Dublin possui várias pontes que ligam o lado norte ao sul, mas destaco a Ha’Penny Bridge. O nome é uma abreviação de “half a penny”, pois era cobrado meio penny para a travessia. À noite, o visual da ponte é maravilhoso e mega romântico. Se olhar com atenção, verá vários cadeados pendurados na Ha’Penny Bridge. Casais que querem selam o amor, escrevem seus nomes nos cadeados e os colocam nesta ponte. 

13 – Não há cobras aqui na Irlanda! Segundo a lenda, o Santo Patrício – ou Saint Patrick – teria expulsado todas elas, conduzindo-as até o topo de uma colina e fazendo-as cair no mar. A verdade é que, como a Irlanda é uma ilha, as cobras nunca chegaram aqui. Para vê-las, só se for no zoológico ou coleção particular.

14 – O contato com a natureza é constante. Basta ir ao parque e dar de cara com esta criatura lindíssima e fofa chamada esquilo. Poxa, como são bonitinhos pessoalmente. Além dos esquilos, é comum encontrar raposa atravessando a rua aqui em Dublin – em uma dessas madrugadas voltando do pub, quase morri de tanto susto quando vi uma delas correndo para o outro lado da rua. 

Coisinha mais fofinha *–*
15 – A Irlanda possui dois idiomas oficiais: o inglês e o gaélico – ou irish. Apesar de ser difícil encontrar alguém conversando em gaélico, os irlandeses aprendem o idioma desde crianças, na escola. 

16 – Beber álcool na rua? Nem pensar! Se a polícia te pegar com um gorozinho aqui, pode dar uma encrenca das feias, até ser preso. Mesmo assim, ainda vejo alguns corajosos bebendo cerveja nos parques ou nas ruas.

17 – Conheça o momumento Spire, localizado na O’Connell Street. O Spire – ou Spike, como alguns chamam – tem o formato de uma agulha e tem 120 metros de altura. Como está localizado bem no centro da cidade, o monumento vira um ótimo ponto de referência.

Spire visto da base para a ponta
18 – Aqui os mercados não tem sacolinhas plásticas gratuitas. Ou o pessoal traz alguma bag ecológica ou compra sacolas nos mercados. Cansei de ir para casa com leite, sucrilhos e até papel higiênico na mão. Isso é normal para eles!

19 – A Sexta-feira santa- chamada de Good Friday – é o único dia do ano em que não se pode vender bebida alcoólica no país. Como trabalho em um pub, menos um dia sem work =/


20 – Há uma joia típica irlandesa, um anel chamado Claddagh. As mãos indicam amizade, o coração simboliza o amor e a coroa representa a lealdade. Geralmente é usado como anel de casamento, mas também é possível achar o símbolo em brincos, pulseiras e colares.


O lindo anel Claddagh


E ai, o que achou da Irlanda? Consegui matar um pouco da curiosidade? 😉

Por: Mariana Perez
De: Dublin – Ireland
Email: mariana@revistafriday.com.br

Você já curtiu a Revista FRIDAY no Facebook? faça como eles 😉

Anúncios

Conexão Dublin: Curiosidades – Parte 1

11 out
Rio Liffey
foto: banco de imagens

Opa!

Hoje venho para falar sobre aquilo que QUASE nos mata! Não, não é a fome e sim a CURIOSIDADE! Desde que cheguei aqui, a ideia de um post sobre os atrativos irlandeses vem dominando minha cabeça. Além de ser mega interessante, também pode ajudar futuros intercambistas. 

Como estou morando aqui a mais de 2 meses, acredito que posso falar bem sobre algumas coisas e outras nem tanto. Na medida do possível, claro. O que vocês tiverem dúvidas, por favor, só deixar um recadinho aqui na página que procuro me informar e explicar melhor para vocês.

1 – Começo falando sobre o fuso horário. A diferença normal é de 3 horas. Porém, quando a Irlanda está no horário de verão – que acaba dia 28 deste mês – a diferença aumenta uma hora. E, quando o Brasil entra no horário de verão, são apenas 2 horas que “distanciam” estes dois países. 

2 – Seguindo esta mesma linha de raciocínio, no verão o sol demora para se por. Cheguei aqui no final de Julho e a noite só escurecia às 23h. Já no inverno, o sol vai embora mais rápido. Me falaram que às 9h o céu fica claro e ás 16h já está tudo escuro. =x

3 – Aqui na Irlanda, os motoristas dirigem do lado direito do automóvel e do lado esquerdo da rua – assim como na Inglaterra. No começo, quase fui atropelada por causa disso – mãe, eu  disse QUASE = isto significa que eu não fui, ok? 😉

4 – Quanto ao meio de transporte, você pode optar pelos ônibus – de dois andares *–*, pelo LUAS – trem elétrico que circula nas ruas de Dublin, trem – que liga a outras cidades da Irlanda ou bikes – aqui o pessoal respeita os ciclistas.

Luas na rua de Dublin
imagem: site Brasileire
5 – Não há conta de água para residências – ebaaa, meu bolso comemora!!! Apenas as empresas pagam pelo fornecimento do recurso, o que não muda o fato de evitar desperdício né!!!

6 – Informação inicialmente besta, mas muito importante para quem gosta de doces: até agora não vi formigas nas casas. É possível deixar bolo em cima do balcão da cozinha que no dia seguinte ele ainda está inteiro!!!

7 – Gaivota aqui em Dublin é igual pomba na Praça da Sé, em São Paulo. Tem todo o lugar!!! As aves até que são bonitinhas, mas fazem um barulho de manhã que tá loco!!! ;p


Pegue o pombo… ou melhor, a gaivota!!! Foto do dia em que conheci o lindo do Colin Farrell
8 – Remédio sem receita? Nem pensar, meu caro!!! Aqui eles são bastante metódicos nesta parte – o que acho completamente certo. Se passou mal, terá que ir ao doctor só para pegar um remedinho básico!

9 – Percebi que muitas mulheres possuem filhos ainda na “flor da idade”, com seus 20 e poucos anos. O governo irlandês paga um benefício para cada pequenino, até ele completar 18 anos. 

10 – Aqui em Dublin não há CEP. A cidade é dividida pelo rio Liffey, ou seja, a parte norte da cidade possui código postal ímpar (exemplo Dublin 3, Dublin 5 e Dublin 1) e a parte sul tem números pares.

Ps: próxima semana, tem a segunda parte com mais curiosidades!!!  Não percam!!!  😉

Por: Mariana Perez
De: Dublin – Irlanda
Email: mariana@revistafriday.com.br

Você já curtiu a Revista FRIDAY no Facebook? faça como eles 😉