Arquivo | Games RSS feed for this section

Games promissores para 2013!

3 jan


É galera, 2013 chegou!

Se vocês olharem a lista de jogos que serão lançados este ano, nos sites e revistas sobre games, dá muito bem para pirar de ansiedade.
Tem game bom para todos os consoles.
A maior parte das promessas são sequências de franquias já conhecidas, o que, na minha opinião, é uma responsabilidade ainda maior.

Os jogos que escolhi postar aqui são lançamentos dos principais consoles do mercado atualmente (X360, PS3 e WiiU), assim como o PC. Vou adiar o post dos portáteis até que os lançamentos aconteçam, já que não há nada muito marcante, promissor ou inovador até então.


Gears of War: Judgment
Lançamento: março/2013

Gears of War é um shooter militar sci-fi quase que exclusivo do X360 (foi lançado também para PC depois de um tempo).
O jogo se passa no planeta Sera, 14 anos após o fatídico Emergence Day, dia em que os chamados Locust, moradores do subterrâneo de Sera, resolveram se revoltar contra a raça humana e começar seu ataque.
Gears of War: Judgment se passa 30 dias após o Emergence Day, ou seja, acontece antes do primeiro jogo da franquia, o que vem sendo utilizado bastante por várias produtoras de jogos em suas sequências e eu adoro.
De acordo com alguns previews feitos, isso garante uma nova perspectiva para a série, já que todos os inimigos são figurinhas novas de se combater.
Resta esperar março e ver realmente se vale a pena. Mas com certeza os fãs da série e amantes do gênero estão bem ansiosos.


Pikmin 3
Lançamento: 2º semestre de 2013

É colorido? É bonitinho? É viciante? Só podia ser Nintendo e vir do mestre Shigeru Miyamoto.
No primeiro jogo da franquia, o protagonista é Olimar, um ser extraterrestre que serve como líder para as plantas (sim, plantas!) chamadas Pikmin
Os Pikmin divergem entre si através de suas cores e formatos. Cada cor e/ou formato tem um conjunto de características e habilidades e cabe ao jogador utilizá-las para passar pelos obstáculos e missões do jogo.
Pikmin foi lançado originalmente para o GameCube em 2001, assim como seu sucessor Pikmin 2, e ambos foram adaptados para Wii anos depois. Pikmin 3, que será lançado para o atual console da Nintendo, o WiiU, apresentará novas espécies de Pikmin, controle de 4 líderes Pikmin de uma vez e novos desafios.
Não se deixe enganar pelo visual colorido e trilha sonora “infantil”. A Nintendo já provou que vicia a irmãzinha de 2 anos, o gamer hardcore e o avô descolado. Eu não vou perder!



The Last of Us
Lançamento: maio/2013

Exclusivo para PS3, The Last of Us me deixou muito animado. Muito animado! Acredito que seja um dos jogos que eu mais estou esperando para 2013.
Diferentemente dos outros jogos desse post, The Last of Us é uma franquia nova e tem tudo para ser um dos jogos mais marcantes do gênero ação/aventura/survival horror pós apocalíptico.
Após a humanidade ser dizimada por uma espécie de fungo, Jon e Ellie tentam a sorte sobrevivendo em um mundo em que cidades foram tomadas pela vegetação e quando não estão lutando contra humanos modificados após a infecção, estão lidando com a hostilidade de outros sobreviventes.
Produzido pela Naughty Dog, empresa responsável por títulos famosos como Crash Bandicoot e Uncharted, The Last of Us impressiona muito graficamente e o trailer de lançamento fez todos ficarem com um gostinho de quero (muito) mais. Resta saber se a jogabilidade e outros fatores são tão bons quanto os gráficos. Falta muito para maio?


Bioshock Infinite
Lançamento: março/2013

Bioshock foi um dos melhores jogos que tive a oportunidade de conhecer. E não é exagero.
Tudo é simplesmente muito bom.
A história, o ambiente, a trilha sonora, a jogabilidade, os gráficos, as personagens. Tudo mesmo!
Escolhi colocá-lo como uma título aguardado para PC porque, na minha opinião, é onde ele é melhor executado e aproveitado.
Nos dois primeiros jogos da franquia, você descobre tudo sobre Rapture, uma cidade construída no meio do oceano e chegada em modificação genética. Uma pena que essa modificação genética tenha causado tanta discórdia em toda a população da cidade.
Do fundo do mar para as alturas, Bioshock Infinite apresenta Columbia, uma cidade suspensa no ar. Isso garante muitas novas experiências para o jogo, ainda mais porque pela primeira vez há um protagonista com um real objetivo. Puxando a sardinha para o lado político, durante a era do excepcionalismo americano em 1912, Booker DeWitt vai para Columbia em busca de Elizabeth e, juntos, eles lutam contra os nativos divididos em dois grupos: aqueles que representam o povão e aqueles que representam os americanos “puros”.
Apesar de ser um fã da série, não sei o que esperar de Infinite, pois o jogo mudou muito. Resta esperar março e conferir se os passeios pelos túneis subterrâneos de Rapture serão bem substituídos pelos cabos de aço flutuantes de Columbia.



Amigos gamers, 2013 promete!
E ainda tem muito mais: Tomb Raider, Dead Space 3, GTA V, God of War: Ascension, SimCity 5, Devil May Cry. Esses também terão posts aqui na Friday. Podem esperar!


Por: Gabriel Milinkovic
De: São Paulo – SP
Email: gabriel.m@outlook.com

Você já curtiu a Revista FRIDAY no Facebook? faça como eles 😉

Anúncios

Review: Trine, diversão em litros!

27 dez


Hoje vou falar um pouco sobre um jogo que me encantou durante essa semana e que eu não consegui parar de jogar, terminando em menos de 10 horas. O game se chama Trine.

O jogo não é novo, foi laçado em 2009 pela Frozenbyte e disponibilizado para Windows, OS X e Playstation. A versão para Linux foi produzida pela Alternative Games e lançada em 2011 dentro de um pacote intitulado “Humble Indie bundle”.

O jogo é estilo plataforma, com elementos de ação e puzzle. Os gráficos do jogo são MUITO bonitos e, apesar de ser um game side scrolling 2D, a profundidade, as cores  e os elementos 3D são impressionantes.

Durante o jogo você controla três personagens (Zoya – Ladina, Pontius – Cavaleiro e Amadeus – Mago) e deve “revezá-los” para conseguir solucionar todos os enigmas e finalizar as fases. Cada personagem possui habilidades únicas que precisam ser utilizadas no decorrer dos desafios. Os personagens ganham experiência ao eliminar inimigos e ao apanhar garrafas de XP, ao atingir 50 pontos de XP as personagens sobem de nível e é possível melhorar suas habilidades.

O enredo do game também é bacana!  Curiosamente, as três personagens ficam presas pelo feitiço do Trine (artefato que da origem ao nome do game) e são obrigados a coexistir como uma mesma entidade. Durante o jogo, você vai guiando as personagens pelos mais diferentes cenários buscando quebrar o feitiço do Trine.

Conclusão

Trine é um jogo MUITO divertido, desafiador, inteligente e com gráficos ótimos (levando em consideração seu ano de lançamento). Recomendo a todos que gostem de jogos de plataforma com elementos puzzle e que, principalmente, queiram um pouco de diversão entre os outros jogos mais hardcores.

Notas

Gráficos 9
Jogabilidade 7 (devido alguns bugs)
Trilha musical e sonora 9
Enredo 8
Diversão 10
Replay 9

Nota final: 8.6


Por: Lucas Alves
De: São Paulo – SP
Email: lucas.a@outlook.com

Você já curtiu a Revista FRIDAY no Facebook? faça como eles 😉

Sugestão de games para o Natal 2012

20 dez


Semana que vem já é Natal e para muita gente a data é sinônimo de presentes. Gamer desde criança, eu ficava mais do que feliz quando abria meus pacotes coloridos e um novo jogo dava o ar da graça.

Para se divertir no Natal, além de se preparar para os mega lançamentos de 2013, resolvi indicar alguns dos melhores jogos desse ano para as pessoas que, com aquele jeitinho brasileiro, fazem tudo de última hora e ainda precisam comprar suas lembrancinhas.


The Walking Dead: The Game

The Walking Dead está com tudo. Além dos comics (por aqui conhecidos como quadrinhos) e da série de televisão, no começo de dezembro foi lançado The Walking Dead: The Game, reunindo os 5 episódios disponibilizados para download separadamente ao longo do ano.
Desenvolvido pela Telltale Games, o jogo é baseado nos comics, daí seu visual em cel-shading, técnica utilizada para deixar os gráficos mais cartunescos. Ao longo do jogo, várias escolhas são disponibilizadas nas mais diversas situações. Essas escolhas alteram o rumo da história, seu relacionamento com os outros personagens e até os finais, permitindo que a sessão de jogatina fique um pouco mais pessoal.

The Walking Dead: The Game faturou os prêmios de Jogo do Ano e Melhor Adaptação no Video Game Awards 2012 e é item obrigatório na prateleira dos proprietários de um PS3, X360 ou PC



New Super Mario Bros. U

Mario dispensa maiores explicações, certo?
Quem nasceu na década de 80 com certeza passou maravilhosos momentos na companhia de Mario e cia em seu NESSNES. Pensando melhor, até quem nasceu há pouco tempo e já consegue jogar videogames já deve ter passado bons momentos na companhia dessa turma.
New Super Mario Bros. U, novo jogo da franquia dos irmãos italianos, disponível para Wii U e lançado em novembro, agrada novamente e inova com a possibilidade de ser jogado inteiramente no touchpad do console, mas deixa a desejar na inovação gráfica/sonora.

Para você, hardcore gamer, que abandonou a série pois ela não apresentava uma ameaça às suas habilidades, considere voltar a jogá-la. New Super Mario Bros. U conta com um Challenge Mode que, dizem as lendas e análises do jogo, exigem bastante do jogador.

Ainda não tive a oportunidade de colocar minhas mãos em um Wii U, mas tenho certeza que seria um presente muito bem vindo nesse Natal. O jogo também levou a melhor na categoria Melhor Game para Wii/Wii U no Game Awards 2012.

Pokémon Black and White 2/Professor Layton and the Miracle Mask



Ahhh, Pokémon. Paixão mundial, não é?
Eu sou completamente viciado pelos monstrinhos e os jogos são tremendos blockbusters.
Desde Pokémon Green, lançado em 1996 apenas no Japão, e o grande lançamento de Pokémon Blue/Red em 1998 ao redor do mundo, a Game Freak e a Nintendo provam que a fórmula deu certo.
Todos os jogos lançados mantém a mesma mecânica de jogo, alterando apenas seus gráficos, geração Pokémon e localidades, e com Pokémon Black and White 2 não poderia ser diferente.

Apesar de não surpreender tanto, Pokémon BW2 começa 2 anos após os eventos do primeiro jogo e conta com regiões mais desenvolvidas no continente de Unova, além de uma nova história. Donos de um DS ou 3DS ficarão mais do que gratos com um presente desses.

Para os que curtem o gênero puzzle, o quinto jogo da franquia Professor Layton teve sua estréia no ocidente e também vale muito a pena conferir. 

No game, é como se você fosse um detetive. Nele você desvenda mistérios através da resolução de vários puzzles. Pode parecer simples, mas foi uma das melhores franquias que experimentei para o DS/3DS e recomendo sem sombra de dúvida. Professor Layton and the Miracle Mask está disponível para 3DS.

Espero que tenham gostado e possam aproveitar essas e muitas outras opções quando comprarem seus presentes de Natal. Ainda dá tempo de conseguir um jogo super bom que garantirá várias horas de diversão.


Feliz Natal e bom gameplay! o/

Por: Gabriel Milinkovic
De: São Paulo – SP
Email: gabriel.m@outlook.com

Você já curtiu a Revista FRIDAY no Facebook? faça como eles 😉

3 RPGs antigos para se jogar antes do fim do mundo

13 dez

Aproveitando o clima pré-apocalíptico, parei para pensar nos games que mais marcaram minha vida e que gostaria de compartilhar aqui. Como bom nerd, sempre fui aficionado por games de estratégia/RPG, portanto preparei uma listinha simbólica de três grandes games que fizeram da minha infância (e de muitos) mais doce.

Final Fantasy Tactics: The War of the Lions



Game fantástico, demorado e muito difícil! O FFT foi lançado primeiro para o Playstation em 1997 e teve um remake para o PSP em 2006, incrementado com algumas CG’s (animações gráficas) que deixaram a versão bem mais atrativa. O game conta com uma história cativante, batalhas enérgicas e difíceis (aquelas de suar frio, onde um único movimento errado pode significar uma derrota – e muitas horas de jogo extras), e com grande liberdade na criação e evolução das personagens.

Você começa o jogo comandando Ramza Beoulve, um jovem de sangue nobre e com coração puro que luta por um mundo justo, mas que descobre rapidinho o preço pela sua inocência.

O bacana do jogo é que você pode montar seu próprio grupo de heróis e definir suas profissões de batalha, a árvore de classes é enorme e as possibilidades para a formação do grupo são praticamente infinitas. Durante o jogo, cada ação que sua personagem executa em batalha lhe garante tanto XP (pontos de experiência que permitem a evolução da personagem), quanto JP (pontos de profissão, usados para adquirir habilidades de classe que melhoram sua performance em batalha). A jogabilidade é totalmente tática e estratégica, cada personagem pode se mover e atacar em seu turno, podendo usar itens, castar magias, desferir golpes físicos, entre outras opções.
Realmente indico o game para todos que gostam de um bom jogo de estratégia, com enredo conciso e com muita dificuldade.


The Legend of Zelda – Ocarina of Time


O queridinho do N64 não poderia faltar na minha listagem. The Legend of Zelda – Ocarina of Time foi considerado um dos melhores games da plataforma devido seus excelentes gráficos, sua história riquíssima e pela sua jogabilidade inovadora. O jogo foi lançado em 1998 para o Nintendo 64, teve uma versão em 2003 para o Game Cube na forma de “disco bônus” (que incluía também uma versão mais difícil do jogo, intitulada de Master Quest) e, finalmente, teve em 2011 um remake para o Nintendo 3DS com gráficos melhorados e em 3D (que também inclui a versão Master Quest do jogo).

No jogo você protagoniza o jovem Link que acorda aterrorizado por um sonho que indicava o preludio do fim do mundo e deve fazer de tudo para manter a paz no reino de Hyrule.

O jogo assemelha elementos de ação com elementos do modelo tradicional de RPG. No decorrer do jogo, ao invés de subir de nível, Link aumenta a quantidade de energia vital simbolizada por corações (aumentando sua resistência a golpes) e dando upgrade em suas armas para causar mais dano. As batalhas do jogo são travadas como um game de ação convencional, o jogador deve travar a mira no inimigo e desferir golpes para destruí-lo, bloquear e esquivar-se de magias.
Jogo aclamado por milhares de jogadores ao redor do mundo. Deve ser jogado antes do fim do mundo, definitivamente.


Pokémon Yellow

Se existe um jogo que marcou minha infância de forma massiva, esse jogo foi Pokémon Yellow! Pokémon para Game Boy teve o lançamento das versões Red, Green e Blue em 1996 (a versão Green apenas comercializada no Japão) e seu “remake” Pokémon Yellow lançado em 1999.

Pokémon Yellow foi uma adaptação das antigas versões RGB para o universo do anime Pokémon, tendo diversos elementos inseridos no decorrer do jogo. A principal mudança era poder começar o jogo, assim como Ash, com um Pikachu, dispensando os clássicos Charmander, Squirtle e Bulbasaur das versões RGB.

A jogabilidade do game é igual a um clássico RPG, com níveis, poderes, evoluções etc. Tudo bem construído conforme apresentado no anime. O mais legal da versão Yellow era poder enfrentar inimigos clássicos inexistentes nas versões antigas, como Jessie e James da temível Equipe Rocket.

Pokémon RGB e Yellow são jogos nos quais podemos sentir o sabor da infância, das tardes largadas no sofá eliminando a Equipe Rocket, das horas investidas para capturar os Pokémons lendários e da euforia de derrotar a elite dos 4 e ser o campeão da liga Pokémon! Jogue antes que seu coração vire pedra.

Espero que tenha gostado da lista. Se você correr, ainda dá tempo de jogar ao menos um! 😉 

Por: Lucas Alves
De: São Paulo – SP
Email: lucas.a@outlook.com

Você já curtiu a Revista FRIDAY no Facebook? faça como eles 😉

Watch Dogs

9 out
Watch Dogs é um jogo em mundo aberto no estilo GTA, desenvolvido pela Ubisoft Montreal. Será lançado em 2013 para PC, PlayStation 3 e Xbox 360. Watch Dogs centra-se na habilidade do jogador se infiltrar em sistemas eletrônicos, seja para obter e controlar informação ou então para destruir esses sistemas em determinadas situações.


O argumento de Watch Dogs é construído em volta do conceito de crimes de informação, interligação de dados e o aumento do uso de tecnologia em todo o mundo — lançando a questão de “quem exatamente controla os computadores?”. 
Chicago, Illinois, é uma das muitas cidades que tem um supercomputador conhecido como “CtOS” (Sistema Operador Central). O sistema controla quase todos os aparelhos tecnológicos da cidade e contém informações de todos os residentes, bem como de todas as atividades e pode ser usado para vários fins.


A história segue com um anti-herói chamado Aiden Pearce, um hacker altamente qualificado descrito como uma pessoa que usa tanto os “punhos como a inteligência.” O vídeo mostrado na E3 2012 mostrava Aiden tentando matar um milionário, Joseph DeMarco, que havia sido injustamente absolvido por acusações de assassinato. A sequência de ação é de tirar o fôlego. O início do vídeo é um pouco lento, o personagem precisa entrar num night club e usa a tecnologia para despistar os seguranças (ele faz um “blackout” nos celulares da área), entra no night club, consegue a informação e vai buscar o alvo. Na cena seguinte, um tiroteio com cenas em “bullet time” e a missão é cumprida, quando o senhor DeMarco é eliminado.


Demo: http://www.youtube.com/watch?v=xU7WGAJPRRw

Site oficial: http://watchdogs.ubi.com/watchdogsgame/en-gb/home/index.aspx


Por: William Wilson
De: Rio de Janeiro
Email: william@revistafriday.com.br

Você já curtiu a Revista FRIDAY no Facebook? faça como eles 😉

Metal Gear Rising: Revengeance

2 out
Metal Gear Rising: Revengeance leva a renomada franquia METAL GEAR num território novo e excitante, concentrando-se em fornecer uma experiência de ação totalmente nova e diferente de tudo o que veio antes.

Combinando as equipes de desenvolvimento mundiais na Kojima Productions e PlatinumGames, MGR Revengeance traz duas das equipes mais respeitadas do mundo, juntamente com um objetivo comum de proporcionar aos jogadores uma nova experiência sinérgica que combina os melhores elementos de pura ação e narração épica, tudo dentro do expansivo universo MG. 

O jogo introduz Raiden como personagem central; uma criança-soldado transformada em metade homem, metade máquina ninja ciborgue, equipada com uma katana de lâmina alta de frequência e uma alma alimentada por vingança.

No futuro próximo, a tecnologia cyborg tornou-se comum em toda a sociedade. Três anos se passaram desde o colapso do sistema dos Patriots que vinham controlando secretamente o equilíbrio de poder global das sombras.

No entanto, a paz permanece indefinida. A disseminação da tecnologia cibernética provocou instabilidade e conflito para aqueles que controlam o poder de ganho desse comércio crescente.

Além disso, a grande ‘Private Military Companies’ ou PMC (Empresas Militares Privadas), que haviam sido apoiadas e controladas pelos Patriots entraram em colapso, gerando inúmeras entidades desonestas e dando origem a organizações criminosas. Estes PMCs renegados que empregam tecnologia cyborg se tornaram cada vez mais perturbadores. 

Como membro da ‘Segurança Maverick “de manutenção da paz PMC, Raiden vive pelo mantra de proteger e salvar vidas. Mas como o mundo mergulha ainda mais numa guerra assimétrica, o único caminho que o leva para frente está enraizado na resolução de seu passado, e escultura através de qualquer coisa que está em seu caminho.

Trailer: http://www.youtube.com/watch?v=5SNo8h-KfAU

A série “METAL GEAR SOLID (MGS)” é um trabalho percursor do Hideo Kojima, maior criador de jogos do Japão e progenitor do gênero de jogos de ação furtiva, mundialmente conhecido como “Stealth”.

Sozinho e cercado por inimigos, até mesmo um agente das forças especiais tem dificuldades de sair com vida, este é um segredo por trás da popularidade da série. O desafio mental de descobrir como evitar o combate e adrenalina de se infiltrar no território inimigo sem ser detectado. A série MGS é também reconhecido por sua história, que se mistura de forma natural com o mecanismo do jogo. Os cenários se baseiam em extensas pesquisas e incorporam ao drama dos desenvolvimentos reais dentro da sociedade. Toda a série tem uma forte mensagem anti-nuclear, ao mesmo tempo em que captura o espírito único de diversão que define a cultura de jogos do Japão. Esses elementos tornaram MGS o que ele é hoje, um trabalho maduro de entretenimento que transcede as fronteiras nacionais e dos vídeo games, e um dos principais produtos de negócios de conteúdo japonês.



site oficial: http://www.konami.jp/mgr/


Por: William Wilson
De: Rio de Janeiro – RJ
Email: william@revistafriday.com.br

Você já curtiu a Revista FRIDAY no Facebook? faça como eles 😉

Assassin’s Creed III

25 set
Assassin’s Creed III convida os jogadores a experimentar a história não contada da Revolução Norte-Americana através dos olhos de um novo Assassino, Connor.

 


Desenvolvido por mais de dois anos, AC III leva a franquia de um dos jogos mais amados a novos patamares.

O ano é 1775. As colônias norte-americanas estão prestes a se revoltar com a Metrópole. E você é Connor, um assassino que jurou proteger a liberdade de seu povo e de sua nação. Para isso, você irá caçar seus inimigos através de um mundo estonteantemente aberto e realístico.

Você irá liberar seus talentos letais em uma busca violenta que o levará das ruas caóticas da cidade para campos de batalha cheios de sangue no deserto hostil americano e além. Você vai encontrar heróis lendários da história americana, e juntos vão conspirar para aniquilar aqueles que ameaçam a própria liberdade.


Se você usa seus instintos predatórios para matar silenciosamente, ou seu arsenal temível para matar abertamente, uma coisa é clara: o mundo que os assassinos vivem tornou-se muito mais mortal. E você também.


trailer oficial: http://youtu.be/-pUhraVG7Ow
site oficial: http://assassinscreed.ubi.com/ac3/en-us/index.aspx


Por: William Wilson
De: Rio de Janeiro
Email: william@revistafriday.com.br

Você já curtiu a Revista FRIDAY no Facebook? faça como eles 😉