Arquivo | Intercâmbio RSS feed for this section

Conexão Dublin: 1 mês na Irlanda

23 ago
Minutos antes de embarcar. Da esquerda pra direita: minha irmã Marilda, meu sobrinho Jean, minha mãe Rosinha e meu cunhado Carlos


Como os dias passam rápido!

No dia 24 de Agosto, vulgo amanhã, completo um mês na terra do Leprechaun e, apesar de ter passado apenas tinta dias, posso dizer que muita coisa mudou em minha vida. Quem diria que iria passar por bons e maus bocados em tão pouco tempo…

Como vocês devem imaginar, para fazer um intercâmbio é necessário deixar a mordomia para trás. Sério, não pense que tudo será um mar de rosas só porque você estará sozinho em um país desconhecido. Festas todos os dias? Se você tiver dinheiro o suficiente para bancar, quem sabe?

Também pensei que o verbo “compartilhar” ficasse mais fácil na prática, mas lidar com o próximo exige paciência, MUITA por sinal. Para quem tinha um single room no Brasil, até que tenho me virado muito bem aqui na Irlanda – já dividi um quarto com duas meninas e uma casa com cinco pessoas! Aprendi a respeitar o espaço e a opinião alheia também – e olha que nem sempre o seu santo bate com o do outro, mas a vida tem que continuar, não é mesmo? 

Para quem me conhece, sabe muito bem que não gostava de cozinhar! Odiava esquentar a barriga na frente do fogão, seja para fazer um simples arroz ou uma omelete. Após um mês aqui, posso dizer que uma das primeiras coisas que reparo na casa dos amigos é a cozinha haha Para ficar melhor ainda, só falta aprender a fazer feijão na panela de pressão – o que é difícil de se achar aqui em Dublin.

Limpar minha casa no Brasil? Uma vez ao mês quando a empregada não ia e olhe lá. Agora, toda semana tem que ter um dia de limpeza, inclusive o banheiro. Uma coisa que achei engraçado aqui em Dublin: os banheiros não possuem ralo. Então a limpeza acaba sendo mais fácil: apenas um balde, pano e esfregão. Papo de dona de casa, né?

Outra coisa difícil de se lidar aqui é a saudade. Meu Deus, será que é possível morrer disso? Nossa, sinto falta de TUDO e de TODOS. Desde objetos ou lugares como meu quarto e minha sala de estar como pessoas e animais como meus amigos e os bichinhos de estimação. Até hoje, falar com meus pais e com o namorado pelo Skype é sempre um chororô! É como se alguém pegasse o coração e o colocasse em um triturador em potência máxima. Ontem, quando vesti minha calça legging, encontrei vários pelos brancos do meu gato. Não demorou muito para meus olhinhos encheram de lágrima.

Meu gato Bigode deitado no sofá
Como nem tudo se resume a lágrimas, também aconteceram coisas maravilhosas! Além de colocar em prática o inglês, coisa que não fazia no Brasil, pude conhecer pessoas fantásticas aqui. Minha flatemate Juliana é uma delas. Paulistana, ela chegou em Dublin no final de Maio deste ano, mas volta para o Brazuca em Novembro devido a “n” motivos. Como estamos passando pela mesma situação, apoiamo-nos uma na outra para dar aquele suporte, sabe? Segurar a onda quando a saudade aperta, pois não é pouco. Fora que o namorado dela, brasileiro que conheceu na Irlanda, voltou para os solos brasileiros semana passada. Então imagina como estão os corações deles… Dois tranqueiras que marcaram minha vida com muito ânimo e alegria!

Caio e Juliana: meu casal 21
Estou ansiosa para saber o que ocorrerá nos próximos dias aqui, pois a vida não pode parar! Se eu consegui encontrar o ator preferido em uma das minhas caminhadas sem destino certo, o que mais pode ocorrer nas próximas semanas? Mantenho vocês informados! 😉


Por: Mariana Perez
De: Dublin – Ireland
Email: mariana@revistafriday.com.br

Você já curtiu a Revista FRIDAY no Facebook? faça como eles 😉

Conexão Dublin: a chegada!

26 jul
Rumo à  Holanda, conexão para Dublin


E ai pessoal, como vocês estão? 

Mando este post diretamente de Dublin, Irlanda. Olha, a cidade é maravilhosaa!!! Logo nos primeiros minutos que pisei aqui, fiquei encantada com as ruas (espírito de arquiteta?). Mesmo com uma recepção chuvosa de Ireland, tudo aqui é lindo!!! Como esta semana e a próxima serão bem corridas devido as documentações que preciso ir atrás, hoje vou compartilhar com vocês minha chegada aqui no Velho Mundo!

Meu voo foi tranquilo, apesar de nunca ter andado de avião. A decolagem é bem parecida com montanha russa, sabe? A aeronave pega um impulso louco para sair do chão, inclusive me deu um tremendo frio na barriga. Pensei que fosse vomitar, porque senti uma sensação muito estranha, mas foi apenas por alguns minutos. Por sorte, encontrei uma brasileira antes de entrar no avião que me deu 2 comprimidos de dramin – esqueci de comprar no Brasil   ¬¬’


Comprei as passagens da companhia aérea holandesa KLM e não tenho nenhuma reclamação a fazer! As aeromoças são muito simpáticas – e bonitas. Ah, elas não falam português, apenas um simples, mas importante, “obrigada” ou “tchau”. Quanto às refeições do voo, as comidas são maravilhosas!!! Sai de Guarulhos às 19h15 e depois de alguns minutos no ar, o jantar já foi servido. As opções eram frango ou macarrão. Como queria evitar passar mal ao comer algo pesado, optei pelo chicken, que veio com salada e bolo de limão. Olha ai:

Franguinho com direito a salada e sobremesa

Depois que as aeromoças passaram para o outro lado do avião, vi que elas também serviam vinho – e o melhor: também está incluso na passagem! Como queria capotar depois da janta para o tempo passar rápido, 11 horas de voo, tomei um copinho do Red Wine:

Quanta elegância! 😉

A parte de entretenimento deles é muito boa. Pude assistir filmes recentes como “Jogos Vorazes” e “O Artista”. Tem legenda em português, mas como queria entrar no clima da viagem, infelizmente não achei a legenda em inglês. Além dos filmes, também há games e música! Nem lembrei de pegar meu MP3, confesso! 


Ao amanhecer, as aeromoças serviram o breakfast. Uma delícia de omelete, muffin, salada de frutas e um pãozinho. Para minha tristeza não tinha chocolate quente, e como podia escolher suco, café ou água para beber, escolhi a 1ª opção.

Maravilha de café da manhã

Vale comentar que, durante a madrugada, quem estava acordado ganhou sorvete de chocolate. Fantástico! Não tirei foto porque tinha acabado de acordar e nem lembrei da câmera, que esteve comigo todo momento.


Fiz a conexão para Dublin em Amsterdam. Pensei que o de Cumbica fosse grande, mas ao  chegar em Schiphol, fiquei impressionada. Tem até esteiras para ajudar as pessoas a se locomoverem mais rápido. Filmei um rápido vídeo para vocês terem uma ideia. Desculpa pelos errinhos de português e o áudio baixo, mas estava nervosa – ansiosa.

Como é incrível ver uma cidade por cima! Tive a sensação de ter visto uma maquete gigante com minúsculos carros e casinhas. Vi até castelo sobrevoando a Holanda, mas fiquei tão maravilhada com a imagem que não lembrei de bater foto, a não ser esta:

A bela Amsterdam

Apesar de ter sido recepcionada com a famosa garoa de Dublin, a cidade não perdeu o encanto! Posso antecipar que tudo aqui é lindo. Os detalhes deixarei para a próxima semana!  


See you guys! 😉

Welcome to Dublin!

Por: Mariana Perez
De: Dublin – Ireland
Email: mariana@revistafriday.com.br

Você já curtiu a Revista FRIDAY no Facebook? faça como eles 😉

Bora conhecer Irlanda?

20 jul
Dublin dividida pelo rio Liffey

Você já imaginou andar em uma rua com casas georgianas enquanto os raios de sol aquecem os cabelos e o vento canta uma doce melodia? Apenas peço para não se assustar se encontrar um pequeno ruivo de vestimentas verdes que traz consigo um potinho de ouro. Talvez seja um Leprechaun ou um cosplay. De qualquer forma, eu os convido a conhecer a Ilha Esmeralda. Ou Irlanda, se preferirem!


Próxima segunda-feira, 23/07, viajo de São Paulo para Dublin. A duração do voo é de apenas 14 horas, com direito a conexão de 1 hora em Amsterdã. Durante esse tempo que vou morar e estudar no Velho Mundo, 1 ano, registrarei aqui na Friday tudo o que for interessante e peculiar. Desde passeios culturais até artistas de rua com seus números fascinantes! 
Prepare-se para conhecer tudo o que rola na terra do U2 – ou do lugar onde não há cobras 😡


Então, marca ai na sua agenda ou no celular: temos um encontro marcado TODAS AS QUINTAS-FEIRAS


Até a próxima, só que desta vez, direto de Dublin! 
Por: Mariana Perez
De: São Paulo – SP
Email: mariana@revistafriday.com.br

Você já curtiu a Revista FRIDAY no Facebook? Faça como eles 😉