Arquivo | mine RSS feed for this section

THE MOON IS MINE

1 mar

Apesar de não ser uma potência soberana como costumava ser, a política- e quaisquer decisões que envolvam esta- do EUA é sempre foco das atenções em toda parte do mundo, muito em conta dos hipotéticos acordos diplomáticos que estão em jogo, acordos esses que podem mexer efusivamente na economia de um país, gerar ou cessar guerras, etc, etc, etc..
Atualmente o enfoque político nas terras do Tio Sam são as prévias que escolherão um representante do partido republicano para enfrentar o Democrata Barack Obama.
Ok, tudo bem até aí…
O divertido mesmo é ver que um dos candidatos a desafiar Obama é um senhorzinho lunático o suficiente pra deixar o Lucas Silva e Silva com inveja.

Isso porq
uê o simpaticíssimo senhor Newt Gingrich veio com umas propostas malucas que prometeu cumprir caso seja eleito o novo presidente estadunidense…
Resumindo, O TIO QUER COLONIZAR A LUA !
Seria o ressurgimento da era espacial Norte Americana.
Ele quer implantar uma base norte americana lá, colonizar até 2020 com cerca de 13 mil norte americanos (ou sei lá como chamaria um cidadão natural da LUA) para criar um rentabilíssimo negócio de viagens espaciais.
Ok,
Não, nada está ok.
Que merda é essa?
Quem promete colonizar a lua numa campanha eleitoral ?
Logo a lua que tanto inspirou a cabeça dos músicos mundo à fora. Já pensou se tivéssemos que pagar direitos autorais pra tocar Lua de Cristal ou tomar um banho de lua ?!
De fato, ir à lua numa segunda vez seria interessantíssimo pra humanidade, uma vez que depois de Neil Armstrong ninguém nunca voltou lá, mas para qualquer pessoa dotada de um mínimo de raciocínio crítico pode refletir sobre os limites da ganância da nossa raça.
Digo, quem pode ir pra lua e gerar renda dela?
Pra onde iria a renda?
Ou mesmo que o enfoque não seja renda monetária, mesmo que eles queiram explorar a mão-de-obra E.T.
Para um Estado?
Para o bolso de um bilionário que privatizar tal serviço espacial?
Sei lá, mas deve dar uma puta sensação de poder supremo você olhar pro céu numa noite qualquer e…OH MY GOD, THE MOON IS MINE.
Aliás, eu acho que é tudo envolto de Poder, deve ser essa a troca visada pelo ávido candidato ao povo, algo como, me dêem seus votos, e eu vos darei a lua.
2020 também é o ano em que os chineses querem estar lá,
e.. sei lá, também tem os russos, que mesmo emergente e aparentemente “cagando e andando” pra lua, me dá medo quando o assunto é estrambólico.
Dai acaba gerando uma disputa de ego, uma corrida espacial que só ganha quem chegar primeiro ao nosso primado satélite.
Outra coisa é o preço, por que em tempos de uma crise que deixou o globo balançando, mandar milhares de pessoas pro espaço pra proliferar como se não houvesse amanhã, é no mínimo atitude de maluco.
Não se planta na Lua, não se cria gado, NÃO TEM AR, não chove, não passa o carro do churros… então todas as coisas essenciais para a subsistência do homem teria de ser “importado’ diretamente da Terra. Para se ter uma ideia, a missão Apollo custaria na moeda de hoje cerca 200 bilhões de dólares. Centenas de bilhões de dólares deverão ser gastos para satisfazer os caprichos do bom senhorzinho caso ele queira brincar de The Sims no espaço.
Ir pra lua deve ser muito legal, e menos difícil do que foi a Apollo. Estudar a lua, trazer pedaços de pedras pra vender no mercado livre e talz,
Mas sem forçar né?

Anúncios