Arquivo | Sabrina Trizote RSS feed for this section

FanSérie: Glee – Retrospectivas Parte 2

2 set

Eae galera como é que vocês passaram essa semana?! Hoje eu estou aqui para continuar a retrospectiva de Glee. E hoje teremos aqui duas listas: uma com os melhores duetos das três primeiras temporadas e a outra com as piores versões feitas pela série. E como já havia dito, contando com a colaboração de alguns amigos e fãs de Glee. Vamos começar então com a lista feita pela Sabrina Trizote (@Saahtriz) que listou aqui para o FanSérie os 10 melhores duetos de todas as temporadas:

10. Happy days are here again / Get happy (by Barbra Streisand ft. Judy Garland) cantada por Kurt e Rachel
“O melhor dueto da segunda temporada da série. “Happy days” é incrivelmente parecida com a versão original, mas tem um “que” de único. O dueto de Barbra Streisand e Judy Garland feito por Kurt e Rachel é uma ótima maneira de enxergar o mundo com um olhar otimista.”



9. Baby it’s cold outside (by Neptune’s daughter) cantada por Blaine e Kurt.
“Um dos duetos mais adoráveis da série. É o primeiro passo na relação entre Kurt e Blaine. A versão de Glee inovou esse clássico com os vocais unicamente masculinos.”



8. Hello twelve, hello thirteen, hello love (by Chorus Line) cantada por Rachel e Jesse.
“Essa apresentação foi cortado do episódio ‘Hell-o’ na primeira temporada, mas recentemente Ryan Murphy, o criador da série, liberou o vídeo. É um ótimo dueto devido a química entre os atores e suas personagens e mostra a primeira investida de Jesse sobre Rachel.”

7. Animal (by Neon trees) cantada por Blaine e Kurt com The Warblers.
“Provavelmente o melhor dueto Klaine, no sentido vocal. ‘Animal’ foi uma performance divertida, talvez a mais divertida feita pelos Warblers. Afinal, quem não ama uma música animada com direito a uma máquina de espuma?”

 
6. Don’t go breaking my heart (by Elton John ft. Kiki Dee) cantada por Rachel e Finn.
“Possivelmente o dueto Finchel menos dramático. ‘Don’t go breaking my heart’ é uma das música mais animadas cantada pelos dois. Entrou na lista justamente pela descontração na cena”.



5. River deep, mountain high (by Ike e Tina Turner) cantada por Mercedes e Santana.
“Duetos + Santana = Performances enérgicas e dançantes. A latina junta-se à Mercedes para cantar essa versão da música de Ike e Tina Turner e deixa o espectadores com vontade de levantar e dançar loucamente.”



4. Lucky (by Jason Mraz ft. Colbie Caillat) cantada por Sam e Quinn.
“É o dueto mais absurdamente fofo da segunda temporada. O arranjo musical caiu como uma luva para as vozes suaves das personagens Quinn e Sam.”



3. So emotional (by Whitney Houston) cantada por Rachel e Santana.
Mais um dueto dançante que conta com a participação de Santana, dessa vez acompanhada pela voz poderosa de Rachel. É uma pena que as duas não tenham tido tantos duetos durante a série, porque a combinação de suas vozes provou ser incrível.”


2. Roots before branches (by Room for two) cantada por Rachel e Finn.
“A última música da terceira temporada de Glee, ‘Roots before branches’ teve um gostinho meio amargo, pois o casal queridinho da série estava em perfeita harmonia. A cena de Rachel indo embora foi de fazer os olhos lacrimejarem um bocado.”



1. Take me or leave me (by Rent) cantada por Rachel e Mercedes.
“As duas melhores vozes da série juntas só poderia dar em um dueto explosivo, é claro! As divas do McKinley mostram como se faz nessa performance, elevando o patamar da série a um outro nível. É de tirar o fôlego!”


Terminada a lista com os melhores duetos, vamos ver agora o que a Michelle Franklin (@volupiia) selecionou para a lista com as piores versões feitas pela série e o que ela achou disso.
“Recebi a difícil missão de escolher as piores versões de Glee. Após uma longa pesquisa cheguei a essa lista”. FRANKLIN, Michelle.
5. No air (by Jordan Sparks ft. Chris Brown) cantada por Finn e Rachel.
“A questão não é tanto a música, mas sim o clipe, que não poderia ser mais clichê com Rachel e Finn caminhando por um dos corredores do colégio com um vento misterioso nos cabelos e gritinhos pop.”



4. Only the good die young (by Billy Joel) cantada por Puck.
“Puck interpreta a música de Billy Joel que fala de descrença, diversão e que somente os bons morrem jovens, fazendo alusão a ter uma vida fora dos padrões religiosos. Não sei se podemos chamá-la de versão já que acabou sendo somente uma cópia.”


Nota: Desculpem pela péssima qualidade do vídeo.

3. Losing my religion (by R.E.M.) cantada por Finn.
“Foi interpretada por Finn ao perder sua fé no Cristo Quente (ou Grilled Cheesus, na versão original). Outra cena bem simples. Apenas Finn cantando enquanto anda pelos corredores do colégio. Uma das coisas que me fez gostar de Glee foi justamente a forma como as músicas eram encaixadas na trama, trazendo uma nova leitura, o que senti falta nesse episódio.”



2. Girls just wanna have fun (by Cindy Lauper) cantada por Finn com New Directions Boys.
“No episódio em que Santana saiu do armário, temos a péssima interpretação de ‘Girls just wanna have fun’ originalmente cantada por Cindy Lauper. A versão de Finn é deveras lenta e, apesar de estar dentro do contexto da história da rejeição que Santana recebe, descaracterizar uma música dessa forma é um tanto ousado e perigoso, e no fim desnecessário, já que tantas outras teriam ficado melhor.”


1. I have nothing (by Whitney Houston) cantada por Kurt.
“Com a morte da diva Whitney Houston, Kurt teve a difícil missão de cantar ‘I have nothing’ e, infelizmente, apesar de gostar muito da personagem a decepção foi imensa. Whitney tem uma das vozes mais potentes e Kurt canta com falsetes horríveis.



Por: Renan Amorim
De: Diadema-SP
Email: renan@revistafriday.com.br

Você já curtiu a Revista FRIDAY no Facebook? faça como eles 😉

Anúncios